BUSCAR
BUSCAR
Crise sanitária
Com 368 mil casos em 24 horas, Índia atinge 20 milhões de infecções por Covid-19
Apesar da gravidade da crise, o primeiro-ministro indiano ainda reluta em decretar um lockdown nacional
CNN Brasil
03/05/2021 | 15:28

Pelo décimo segundo dia consecutivo, uma Índia relatou mais de 300 mil novos casos de coronavírus nesta segunda-feira (3), elevando o número total de casos para 20 milhões, enquanto as mortes por Covid-19 aumentaram em 3.417.

Com 368.147 novos casos nas últimas 24 horas, o total de alterações por coronavírus na Índia está agora em 19,93 milhões, enquanto o total de mortes está agora em 218.959, de acordo com dados do ministério da saúde

Os médicos especializados dizem que os números reais em todo o país, de 1,35 bilhão de habitantes, podem ser cinco a dez vezes maiores do que a contagem oficial .

Os hospitais registrados lotados, o suprimento de oxigênio médico diminuiu e os necrotérios e crematórios foram inundados enquanto o país lida com o aumento de casos.

Pelo menos 11 estados e territórios da união impuseram alguma forma de restrição ao movimento para tentar conter as alterações, mas o governo do primeiro-ministro Narendra Modi reluta em anunciar um bloqueio nacional, preocupado com o impacto econômico.

“Na minha opinião, apenas uma ordem nacional de permanência em casa e uma declaração de emergência médica ajudarão a atender às necessidades atuais de saúde”, disse Bhramar Mukherjee, epidemiologista da Universidade de Michigan, no Twitter.

O ministério da saúde ofereceu um vislumbre de esperança, relatando que os casos positivos em relação ao número de testes realizados caíram nesta segunda-feira pela primeira vez desde pelo menos 15 de abril.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.