BUSCAR
BUSCAR
Tensão
Com 140 passageiros, avião arremete para evitar choque com carro
Aeronave estava a menos de 2 metros da pista quando Controle de Tráfego avistou um veículo e ordenou arremetida
R7
01/01/2022 | 14:59

O voo SU-1156 da Aeroflot liga o aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, a Rostov, no Sul da Rússia. Operado pelo Airbus A320-200, de registro VP-BIJ, o voo do último dia 20 de dezembro decolou às 14h14 e tinha a bordo 140 passageiros e 5 tripulantes, segundo o jornalista Luiz Fara Monteiro, da Record.

O trajeto de pouco mais de 1 hora e meia parecia seguir para um desfecho sem intercorrência até o avião estar bem próximo do pouso. Parecia.

Porque a apenas 6 pés (menos de 2 metros) da pista, o controle de tráfego ordenou que a tripulação arremetesse imediatamente. O motivo: a presença de um veículo limpa-neve na pista. Segundo informações conhecidas até agora, o veículo não tinha autorização para operar naquele instante.

Havia limitação de visibilidade na pista em decorrência de uma nevasca na região.

A ocorrência foi classificada pela Agência Federal de Transporte da Rússia (Rosaviatsia) como um incidente grave, de acordo com o Aviation Herald.

Não é preciso descrever o que poderia ocorrer em caso de uma colisão entre um jato cheio de combustível em altíssima velocidade e um carro na pista.

Após a determinação do Controle, o A320 – de apenas 4 anos de uso – suspendeu a aproximação para a arremetida e pousou em completa segurança na pista 05 de Rostov, 11 minutos depois de interromper a primeira tentativa.

Uma investigação foi iniciada pela agência russa logo após o incidente. Rosaviatsia classificou a ocorrência como um incidente sério.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.