BUSCAR
BUSCAR
Punição
Caso Henry: juiz mantém prisão de Jairinho e Monique por “crime cruel”
Magistrado do 2º Tribunal do Júri também aceita pedido do Ministério Público de indenização de R$ 1,5 milhão ao pai do menino Leniel Borel
Metrópoles
20/07/2021 | 15:36

Acusados da morte do menino em 8 de março deste ano, o padrasto e médico Jairo Souza dos Santos Junior, o Dr. Jairinho, e a mãe Monique Medeiros vão continuar presos. “Se imputam aos acusados delitos dos que teriam sido cometidos de forma cruel (…) contra criança de tenra idade”, afirmou o juiz em exercício Daniel Werneck Cotta, do 2ª Tribunal do Júri.

O magistrado aceitou o pedido do Ministério Público para o pagamento de indenização de R$ 1,5 milhão a Leniel Borel, pai do garoto. Para determinar a manutenção da prisão de Jairinho e Monique, o juiz alegou ainda que o então casal teria forçado a testemunha a mentir em depoimento para impedir a elucidação do crime.

Uma das testemunhas que teria mentido em depoimento foi a babá Thayna de Oliveira Ferreira, de 25 anos. Primeiro, ela alegou que a família vivia em harmonia e só ao ser ouvida novamente revelou que contara a Monique que Henry sofria com as agressões de Jairinho.

Em junho, a Câmara de Vereadores cassou o mandato de Jairinho, primeiro parlamentar da história do Rio a sofrer um processo de cassação. A votação foi por unanimidade.

Monique Medeiros mãe do Henry são presos por morte do menino no Rio saindo da Cidpol
Monique Medeiros mãe do Henry são presos por morte do menino no Rio saindo da Cidpol
Jairinho ao lado de Monique e Henry Borel
Jairinho ao lado de Monique e Henry Borel
Henry Borel Medeiros com o pai, Leniel Borel de Almeida Júnior
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.