BUSCAR
BUSCAR
Caso Cachoeira: dono da Delta deixa comando da construtora

25/04/2012 | 12:47

O dono da Delta, Fernando Cavendish, e o diretor Carlos Pacheco decidiram se afastar do comando da empreiteira, suspeita de ter atuado no esquema do bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, hoje preso por contravenção. O comunicado foi feito no final da manhã desta quarta-feira por meio de carta enviada à Controladoria Geral da União (CGU). A empresa se comprometeu ainda a fazer uma auditoria interna, a ser realizada por uma empresa independente. Quem ficará no comando da empresa agora é Carlos Alberto Verdini.

Ontem, uma portaria da CGU determinou a abertura de processo de investigação contra a Delta. A empreiteira, que possui muitos contratos e faz parte de importantes consórcios do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), poderá sofrer sanções administrativas como receber declaração de inidoneidade, o que a impediria de firmar novos contratos com o governo.

A decisão de instaurar o processo surgiu após uma série de denúncias contra a empresa a partir da Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, que resultou na prisão de Cachoeira. Segundo a CGU, há indícios veementes de tráfico de influência, confirmados por informações do inquérito policial da Operação Mão Dupla, conduzida pela PF, em conjunto com o Ministério Público e a própria CGU, no ano de 2010.

As investigações apontam irregularidades em contratos da construtora com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) do Ceará. De acordo com as conclusões da operação, servidores da estatal, incluindo o superintendente do Dnit no Ceará, teriam recebido propina e outras vantagens da construtora Delta.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.