BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Carnatal: Álvaro foca em Joanna e Rafael e Fátima, em Natália; leia opinião do AGORA RN
Leia a opinião do AGORA RN nesta terça 12
Redação
12/12/2023 | 07:29

Depois de três dias de muita festa, o Carnatal encerrou sua 32ª edição no domingo. Foram mais de 70 mil foliões. Na política, o prefeito Álvaro Dias (Republicanos) não perdeu nenhum dia e circulou com seus dois pupilos: Joanna Guerra (secretária de Planejamento) e Rafael Motta (Esporte). O entrosamento foi perfeito dos três. Sem ciúmes entre os dois auxiliares, que pretendem concorrer ao Palácio Felipe Camarão.

No domingo, a governadora Fátima Bezerra (PT) foi e acenou do “Lounge Nota Potiguar” junto com sua pré-candidata, a deputada Natália Bonavides (PT). Teve até direito a cumprimentos de Bell Marques.

Ausente do Carnatal 2023, o líder das pesquisas para prefeito, Carlos Eduardo (PSD), foi ontem para mais uma conversa com o União Brasil. Fundador do Carnatal, o deputado Paulinho Freire só prestigiou o último dia da micareta e preferiu ir ao interior nos dias anteriores.

Ao lado do ex-senador José Agripino Maia, Paulinho tirou fotos com Carlos Eduardo no apartamento do dirigente do União Brasil, que publicou a foto com a legenda: “Conversando”. Na verdade, a indicação do vice está fechada. Agripino torce para isso e trabalha. O prefeito de Natal não vai se o vice não for de sua escolha. E o tempo vai passando…

Direita

Fora do Carnatal, o deputado federal General Girão (PL) chegou a publicar uma foto das suas adversárias do PT (Fátima e Natália) na micareta. E colocou no feed. “Bom saber que a governadora do RN está em meio à multidão de potiguares. Vale lembrar que as filas dos hospitais e da Unicat estão lotadas e, no entanto, a senhora não aparece por lá. Servidores da Saúde, do Detran, da Segurança e da Fazenda estão em greve e aglutinados na porta da governadoria. E, mais uma vez, ninguém tem o desprazer de dialogar e ter suas demandas ouvidas pela gestora do Estado”, escreveu na legenda.

Fim da linha

É hoje que os deputados estaduais vão decidir sobre a alíquota de ICMS no RN. A oposição canta vitória antecipada e diz que tem 13 votos suficientes para peitar o Governo Fátima Bezerra. Assim sendo, a menor alíquota do Nordeste será a do Rio Grande do Norte com 18%, enquanto a gestão estadual pede pelo menos 19%. No País, o RN perde só para Mato Grosso do Sul e Santa Catarina, que, apesar do movimento dos estados para elevar a carga tributária em razão da Reforma Tributária, a alíquota-base do ICMS será mantida em 17%.

Boom

A Fecomércio apresentou na Assembleia Legislativa um estudo técnico que demonstra o comportamento da arrecadação do ICMS após a elevação temporária da alíquota de 18% para 20%. O foco do estudo é no desempenho do comércio potiguar ao longo do ano, em comparação ao restante do País e estados vizinhos. Eles são contra qualquer aumento. Se a alíquota voltar para 18%, o Estado tem tudo para crescer na economia. Pois os vizinhos estarão com 20% de alíquota. E no País, apenas MS e SC estarão com 17%. A Fecomércio garante!

Votações

Ainda nesta semana, a Assembleia Legislativa tem outra votação importante: a Lei Orçamentária Anual (LOA) elaborado pelo Governo do Estado para 2024. A oposição também já reclamou que a proposta feita pelo Governo Fátima baseou-se numa alíquota de 20%, mesmo sem ter projeto deliberado no plenário da Casa.

Mais que mil palavras

Não precisa de declarações depois dessa imagem publicada e vazada oficialmente por José Agripino Maia. Ele quer um palanque para ocupar o centro. E isolar o radicalismo da direita e da esquerda. Agripino não quer nem PT e muito menos o senador Rogério Marinho forte em Natal. Ele trabalha para Carlos Eduardo ficar devedor dele em 2026. E quem sabe, até voltar a concorrer às urnas.

Tempo

Na semana passada, Carlos Eduardo disse à 98 FM que a aliança com Paulinho Freire já estava definida e que as discussões já caminham em direção à formação de uma chapa. “A questão política com o deputado Paulinho Freire vai muito bem obrigado. Nós temos conversado bastante, estamos bastante afinados e vamos marchar juntos nas eleições do próximo ano e creio que articulação de outros partidos políticos”, disse o ex-prefeito. Depois, o deputado retrucou com a estratégia: “Ainda não foi fechado”.

Dino, não!

A nomeação do ministro da Justiça, Flávio Dino, para o Supremo Tribunal Federal (STF) sofre resistências da direita. Em Natal, no fim de semana, foi realizada uma movimentação no Largo do Atheneu, em Petrópolis. O deputado Coronel Azevedo foi, discursou e mostrou que continua bem bolsonarista e ponto!

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.