BUSCAR
BUSCAR
Meio ambiente
Canteiros de Natal serão adubados com compostagem de podas
Semsur possui hoje cerca de oito mil toneladas de material que passou pelo processo de trituração e compostagem para ser utilizado como adubo natural nos canteiros e na produção de mudas do Horto Municipal e do Programa Planta Natal
Redação
10/08/2021 | 12:33

A Prefeitura do Natal, por iniciativa da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), fará a recomposição dos canteiros de grandes avenidas da cidade com o material produzido a partir do reaproveitamento dos resíduos das podas de árvores. A Semsur possui hoje cerca de oito mil toneladas de material que passou pelo processo de trituração e compostagem para ser utilizado como adubo natural nos canteiros e na produção de mudas do Horto Municipal e do Programa Planta Natal.

Inicialmente, segundo explica a diretora de Paisagismo da Semsur, Renata Larissa, o material será importante para recomposição do solo de muitos canteiros centrais, principalmente no centro da cidade, castigados pela erosão provocada por chuvas e ventos. Já para uso como adubo na produção de mudas, a secretaria pretende fazer o enriquecimento nutritivo do material com a adição de insumos orgânicos como farinha de osso, esterco bovino ou mesmo areia barrada. Além disso, o material deverá ser peneirado antes de ser acondicionado nos sacos plásticos que recebem as sementes.

Para isso, a Semsur está trabalhando para a aquisição de uma peneira rotativa mecânica. “Esse material é rico em carbono, mas deficiente em nitrogênio. É importante fazer esse reforço nutricional para atingirmos resultados bastante satisfatórios na produção do adubo natural. Independente disso, ele já pode ser utilizado para recomposição de canteiros”, afirmou a diretora de Paisagismo.

Economia

De acordo com Renata Larissa, a destinação correta do material das podas, consolida a cidade na busca de soluções de sustentabilidade para o meio ambiente. Com a iniciativa, a Prefeitura do Natal diminui a emissão de gases que contribuem para o efeito estufa, proporciona uma manta úmida que naturalmente irriga as árvores dos canteiros, além de gerar economia aos cofres do município – uma vez que evita a compra de adubos para o paisagismo da cidade.

O Executivo Municipal começou o novo modelo de poda sustentável no final de 2018. Todos os galhos com até 30 cm de diâmetro são triturados e levados para a Estação de Transbordo de Cidade Nova, onde passa pela compostagem para poder ser utilizado como adubo. Organizados em leiras, o material é submetido ao controle de temperatura, sendo revirado e irrigado frequentemente, devido ao processo natural de decomposição e fermentação. No local, estão sendo acondicionadas cinco leiras de compostagem, cada uma com três metros de altura, seis de largura e uma extensão em média de 60 a 80 metros.

Compostagem

Compostagem é o processo biológico de valorização da matéria orgânica, seja ela de origem urbana, doméstica, industrial, agrícola ou florestal, e pode ser considerada como um tipo de reciclagem do lixo orgânico. Trata-se de um processo natural em que os micro-organismos, como fungos e bactérias, são responsáveis pela degradação de matéria orgânica, transformando-a em húmus, um material rico em nutriente e fértil que pode ser utilizado como adubo na recomposição de solos e produção de mudas.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.