BUSCAR
BUSCAR
Avaliação
“Brasil virou cemitério e isso não ficará impune”, afirma relator da CPI da Covid
Renan Calheiros rechaça declarações de que a Comissão "não vai dar em nada"
IG
10/05/2021 | 16:20

Renan Calheiros (MDB-AL), senador e relator da determinada que caso “houver ocorrências sobre os morticínios”, as autoridades serão punidas e responsabilizadas pela crise sanitária acarretada pela pandemia, que deixou mais de 400 mil mortes no Brasil.

“Os fatos falam por si (…) O Brasil virou o cemitério do mundo. O fato de terem transformado o Brasil nisso não ficará impune. Seria a desmoralização de todos nós da CPI”, afirma.

O responsável pela relatoria da Comissão rebateu supostas declarações do Palácio do Planalto , que acredita que as investigações “não vão dar em nada”:

“Se houver provas sobre os morticínios, haverá, sim, responsabilização”, diz. “A CPI não é uma briga de governo e nomeação. Nem de grupos ideológicos. Ela quer mostrar a verdade. E vai mostrar o que aconteceu e o que fez para salvar, ou não salvar, vidas”, completa Renan Calheiros.

Durante a transmissão ao vivo na última semana, o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou a CPI da Covid como “xaropada” e criticou membros da comissão. “Tem uns quatro (senadores) ali que pelo Amor de Deus, sabem tudo. São os mesmos de sempre ”, disse.

Contudo, Calheiros declara que pesquisas indicam que 70% da população está apoiando os trabalhos da Comissão, que segundo ele, já está gerando impactos positivos, com a aceleração de trabalhos do governo federal em busca de vacinas.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.