BUSCAR
BUSCAR
Dados
Brasil abre 394 mil empregos formais em outubro, melhor saldo para o mês em 29 anos
Foi o melhor resultado, para meses de outubro, desde o início da série histórica, em 1992. Até então, o melhor valor, para esse período, havia sido registrado em 2009, quando foram abertas 230.956 vagas com carteira assinada
Estadão
26/11/2020 | 12:01

A economia brasileira gerou 394.989 empregos com carteira assinada em outubro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira, 26, pelo Ministério da Economia.

Foi o melhor resultado, para meses de outubro, desde o início da série histórica, em 1992. Até então, o melhor valor, para esse período, havia sido registrado em 2009, quando foram abertas 230.956 vagas com carteira assinada.

Segundo o Ministério da Economia, mesmo com o crescimento dos empregos formais nos últimos três meses, ainda não houve recuperação das perdas registradas entre março e maio deste ano, no auge da pandemia de covid-19 – quando foram perdidos 1,594 milhão de empregos. De julho a outubro, foram abertas 1,092 milhão vagas com carteira assinada.

O resultado do mês passado veio acima do projetado pelo mercado financeiro. O intervalo das estimativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast previa abertura líquida de vagas de 149.797 a 340.000.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o País pode terminar o ano com perda zero de empregos com carteira assinada. Até outubro, o saldo é negativo em 171.139. Ele não deu projeções para os próximos meses para explicar a estimativa de saldo zero. Historicamente, dezembro registra fechamento de vagas.

“A economia continua retomando em ‘V’ e gerando empregos em ritmo acelerado. Reagimos com resiliência, soubemos fazer distanciamento social e ao mesmo tempo manter economia girando”, afirmou.

O ministro deixou a entrevista coletiva de apresentação dos dados sem responder perguntas, como tem feito nessas ocasiões. Após críticas de que a equipe econômica estaria sem rumo, Guedes disse que isso não ocorreu. “Não perdemos o rumo nesta recessão, estamos nos levantando e criando emprego”, completou. Ele agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro por ter mantido a equipe econômica que, segundo ele, foi várias vezes ameaçada, e disse estar bastante satisfeito.

“Preservamos a vida no que foi possível e preservamos empregos. Ligamos agora a máquina de criar empregos de novo. Se terminarmos o ano com zero perda de emprego formal, terá sido ano histórico”, acrescentou.

O ministro ressaltou que o Benefício Emergencial – programa que permitiu suspender salários e contratos de trabalho – foi “crucial” na manutenção de empregos. “A notícia é tão boa que é difícil melhorar, acho que não vamos conseguir melhor que isso”, completou Guedes. “Continuem protegendo a saúde, com retorno seguro ao trabalho, com protocolos.”

Abertura de vagas por setores

O resultado recorde de outubro foi impulsionado pelos bons desempenhos do setor de serviços, comércio e construção. Segundo o Ministério da Economia, houve saldo positivo de 156.766 contratações nas empresas de serviços, setor que mais abriu vagas. No comércio, o resultado foi positivo em 115.647 vagas e na indústria, em 86.426. Na construção, foram recuperadas 36.296 vagas no mês passado. A agricultura registrou o fechamento de 120 vagas.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.