BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Boulos critica apoio de Lula para Haddad em 2022 e cita “unidade na esquerda”
"Antes de lançar nomes, devemos discutir projetos" declarou o coordenador do MTST e político do PSOL
IG
05/02/2021 | 17:27

O candidato à prefeitura de São Paulo em 2020, Guilherme Boulos (PSOL), criticou nesta sexta-feira (5) o anúncio de Fernando Haddad como pré-candidato à presidência da República em 2022.

O ex-presidente Lula sinaliza nos bastidores que caso o Supremo Tribunal Federal (STF) não tire seu nome da “ficha suja”, Haddad deve ser escolhido pelo PT como o candidato a impedir a reeleição de Bolsonaro no próximo ano, nas eleições presidenciais.

Boulos usou as redes sociais para comentar o fato. Ainda que sem citar nomes, o psolista defende “unidade”entre a esquerda na disputa contra Bolsonaro.

Confira:

Boulos e Lula têm uma relação próxima, tanto que no segundo turno das eleições para prefeito, o petista pediu votos para ele. Na capital paulista, o candidato do PT, Jilmar Tatto, recebeu 8,7 % dos votos e foi apenas o sexto candidato mais votado.

Já em 2018, Fernando Haddad perdeu para Bolsonaro (sem partido) no segundo turno, por uma diferença de mais de 10 milhões de votos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.