BUSCAR
BUSCAR
Atenção
Bombeiros orientam sobre o uso de fogos de artifício para evitar acidentes
Por vezes, eles são soltos por pessoas inabilitadas e comercializados por empresas não credenciadas, o que provoca aumento no número de ocorrências seguidas de lesões e até mutilações irreversíveis
Redação
31/12/2020 | 09:54

Devido à pandemia da Covid-19, a realização de shows e grandes eventos nas festas de fim de ano não está autorizada. No entanto, não há impedimento para lançamentos de fogos de artifício em ambientes abertos, desde que o uso seja doméstico. Com isso, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte orienta a população a tomar certos cuidados para que o momento de confraternização não se transforme em tragédia, com acidentes, queimaduras ou incêndios.

É notório que os fogos de artifício fazem parte da tradição de saudar o ano novo. Porém, por vezes, eles são soltos por pessoas inabilitadas e comercializados por empresas não credenciadas, o que provoca aumento no número de ocorrências seguidas de lesões e até mutilações irreversíveis.

Para o tenente-coronel Jerbes Lucena, Chefe do Serviço de Atividades Técnicas (SAT) do CBMRN, é preciso ter cuidado e analisar o produto no momento da compra. A primeira regra é verificar se o foguete possui o selo de qualidade do Inmetro. “Antes de mais nada é preciso ficar atento à procedência, às especificações técnicas para o uso, a data de validade, se o produto é certificado pelo Inmetro e ainda a faixa etária que ele pode ser utilizado”, explicou.

O oficial ainda explicou que a maior parte dessas ocorrências acontecem em festejos dentro de casa, quando a manipulação de explosivos se dá de forma inadequada.

“A maior parte das pessoas que compram esse material sequer lê a embalagem, as instruções de uso. Muitos ainda soltam foguetes sob efeito de bebidas alcoólicas, em áreas cobertas ou deixam que crianças e adolescentes manipulem esses artefatos”, finalizou.

Confira mais algumas dicas:

• Evite a compra de material clandestino, que na maioria das vezes não é testado;

• Confira sempre o certificado de garantia do foguete;

• Ao utilizar os fogos de artifício leia atentamente as instruções contidas na caixa;

• Não segure os fogos de artifício com as mãos. Compre artefatos que venham com a base para encaixar no suporte dos fogos de artifício, para que seja possível colocar no chão;

• Prenda o rojão em uma armação, em uma cerca ou em um muro, e não fique próximo na hora de acender;

• A distância para explodir os fogos com segurança é de 30 a 50 metros de pessoas, edificações e carros;

• Não tente acender fogos que falharem. Se não ocorrer a detonação, jamais tente reutilizá-lo. Tenha sempre um recipiente de água por perto para colocar os foguetes já usados, ou aqueles que falharam, para não haver riscos de novas explosões;

• Dispare os fogos somente ao ar livre, um de cada vez, e veja se não há substâncias inflamáveis ou redes elétricas nas proximidades;

• Nunca atire fogos de lugares fechados, como carros ou residências;

• Nunca atire fogos na direção de outras pessoas;

• Nunca utilize fogos após ingerir bebidas alcóolicas;

• Não deixar as crianças manipularem, tampouco permanecerem próximas aos fogos;

• Mantenha a caixa de fósforos ou isqueiros longe do alcance de crianças para que elas não utilizem esses materiais escondidas de você;

• Em caso de queimaduras, a recomendação inicial é esfriar a lesão com água corrente e fria. Não deve ser colocado nenhum produto em cima, como pasta de dente, manteiga, clara de ovo ou nada que o vizinho diga que se deve fazer. Envolva o membro ou a extremidade queimada e leve a vítima a um hospital, ou a um posto de saúde para que um médico que possa avaliar.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.