BUSCAR
BUSCAR
Investigação
Bolsonaro pede que novo comandante da PF reabra caso da facada em 2018
PF já realizou dois inquéritos no passado, e concluiu que Adélio Bispo agiu sozinho na tentativa de assassinato contra o então candidato a presidência
IG ÚLTIMO SEGUNDO
08/04/2021 | 15:48

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu ao novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, que voltasse investigue o caso da facada desferida por Adélio Bispo durante a campanha eleitoral em 2018. As informações são da CNN Brasil.

Bolsonaro se encontrou com o delegado Maiurino ainda na semana passada, antes mesmo de ser nomeado pelo ministro da Justiça, Anderson Torres ao cargo.

Segundo relatos de interlocutores, o presidente teria dado autonomia de atuação a Maiurino, mas pediu que ele investigasse uma tentativa de assassinato sofrida por ele em setembro de 2018, em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Polícia Federal já fez dois inquéritos relacionados ao caso. Em um deles, Adélio foi classificado com transtorno mental e teria agido sozinho, sendo transferido para um hospital psiquiátrico.

O segundo inquérito foi arquivado provisoriamente até que o Supremo Tribunal Federal ( STF ) decida pela aprovação de buscas no escritório de advocacia que representou Adélio no caso.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.