BUSCAR
BUSCAR
Bastidores
Bolsonaro é chamado de ‘moleque’ por ministro da Suprema Corte, diz jornalista
Tribunal Superior Eleitoral mudará postura e terá atuação punitiva como resposta a mentiras compartilhadas pelo presidente da República
IG
30/07/2021 | 12:25

Após live realizada na noite da última quinta-feira 29 pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em que o mandatário atacou o atual sistema eleitoral brasileiro , o Supremo Tribunal Federal reagiu às declarações dadas pelo capitão do Exército. Segundo a jornalista Mônica Bergamo, um dos magistrados chamou Bolsonaro de “moleque” e a declaração contou com o apoio dos outros ministros.

No Tribunal Superior Eleitoral, o clima segue exatamente o mesmo. O órgão conta três ministros: o presidente Luis Roberto Barroso – que foi duramente atacado por Bolsonaro em sua transmissão ao vivo -, Edson Fachin e Alexandre de Moraes.

Na corte eleitoral, há quem afirme que as respostas institucionais não têm sido o suciciente para barrar os ataques de Bolsonaro contra a democracia e a realização das eleições.

O TSE passou a divulgar, em tempo real e durante a live do presidente, informações para exclarecer as mentiras que foram contadas por Bolsonaro. Inclusive, é possível que o capitão do Exército seja invetigado no inquérito das ‘fake news’, aberto pelo STF.

Os ministros entendem que o diálogo com Bolsonaro – prática defendida pelo presidente da Suprema Corte, Luiz Fux – são inúteis e que a tentativa é de tumultuar a eleição caso o presidente chegue em desvantagem e possa não conseguir a sua reeleição.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.