BUSCAR
BUSCAR
Promessa
Bolsonaro diz que voto impresso tem mãe e pai: Bia Kicis e Arthur Lira
Presidente da Câmara instalou comissão especial para análise da proposta. Impressão do voto já foi declarada inconstitucional pelo STF
Metrópoles
13/05/2021 | 15:54

Durante agenda em Alagoas nesta quinta-feira 13 o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o voto impresso tem maternidade e paternidade. A deputada Bia Kicis (PSL-DF) seria a mãe do texto por ser autora da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), seria o pai por ter determinado a instalação de uma comissão especial para análise da matéria.

“O voto impresso tem nome, né? Mãe é a deputada Bia Kicis, lá de Brasília; pai é o Arthur Lira, que instalou a comissão no dia de ontem. Parabéns, Arthur”, elogiou Bolsonaro.

O presidente inaugurou um trecho de 30km do canal do sertão alagoano, na cidade São João da Tapera, que vai abastecer 113 mil famílias de quatro municípios.

Bolsonaro cumpre agenda em Alagoas, estado comandado por Renan Filho (MDB), herdeiro do relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL). O governador não acompanhou os compromissos públicos.

Acompanhando o presidente na agenda pelo estado, o deputado Arthur Lira fez menção à instalação da comissão e defendeu a aprovação da medida.

“Foi criada ontem, deve estar sendo instalada hoje a comissão na Câmara dos Deputados, para que a gente possa votar no Plenário e daí mandar para o Senado em tempo hábil para que as providências sejam tomadas e a voz da população seja ouvida. Nós queremos votar e queremos ter a certeza de que esse voto é confirmado da maneira como a gente colocou”, pontuou Lira.

Comissão especial

Durante sessão na madrugada desta quinta-feira (13/5), Lira decidiu instalar a comissão especial para analisar a PEC 135/2019, chamada de PEC do voto impresso. A reunião de instalação será realizada na tarde desta quinta.

A PEC torna obrigatória a impressão de cédulas em papel na votação e na apuração de eleições. A proposta teve a sua constitucionalidade aprovada em dezembro de 2019, pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

Bolsonaro questiona a confiabilidade da urna eletrônica e tem defendido a impressão do voto, que já foi declarada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na semana passada, o presidente disse que se o mecanismo não estiver em vigor nas eleições de 2022, será “sinal de que não vai ter eleição”.

Na ocasião, Bolsonaro disse que o Brasil é a “única republiqueta do mundo” que usa o voto eletrônico.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, afirmou, em entrevista à GloboNews, que o voto impresso vai criar no país “um desejo imenso de judicialização” do resultado das eleições. “Nós vamos criar o caos no sistema que funciona muitíssimo bem”, declarou, ressaltando que o atual sistema de voto em urna eletrônica é “totalmente confiável”.

Agenda em Alagoas

Pela manhã, ao lado do prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, o JHC (PSB), o presidente participou da entrega de 500 unidades habitacionais do Residencial Oiticica I. Em seguida, inaugurou um complexo viário.

A comitiva do presidente é formada pelos ministros Tarcísio Gomes de Freitas(Infraestrutura), Gilson Machado(Turismo), João Roma(Cidadania) e Rogério Marinho(Desenvolvimento Regional), além do presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Bolsonaro deve desembarcar em Brasília por volta das 18h, segundo previsão de sua agenda oficial. Às quintas-feiras, o mandatário costuma fazer uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, nas quais comenta os principais assuntos da semana.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.