BUSCAR
BUSCAR
Música
Blue&Red: a lua e a água, o sol e o fogo
Elisa Melo e Brisa Fernandes compõem o projeto live act de house e techno, carregando uma linha percussiva característica e agregando sonoridades místicas multiculturais na música eletrônica
Ana Lourdes Bal
17/06/2020 | 06:00

“Quem é Blue e quem é Red?” é uma pergunta que o duo das DJs Elisa Melo, de 25 anos, e Brisa Fernandes, 24, recebe bastante, relacionado ao nome do projeto. “Esse nome tem a ver com a individualidade de cada uma, Brisa do signo de câncer, regida pela lua, pela água, introspectiva, traz a cor azul com sua leveza. E Elisa, extrovertida, regida pelo sol, pelo fogo, do signo de leão, traz o quente com a cor vermelha, através dos elementos percussivos”, dizem elas.

O projeto consiste em um live act de música eletrônica, que é uma apresentação onde o DJ insere instrumentos, sejam eles eletrônicos ou não, ao vivo, além de tocar suas músicas. Elisa e Brisa explicam que Blue&Red une os gêneros do house e do techno, mas que não é apenas isso, porque elas não fecham com apenas um gênero musical da música eletrônica.

A música eletrônica tem uma estrutura comum, independente do seu estilo: introdução, break (ponto calmo), build up (ponto de tensão antes do drop), drop (ponto mais agressivo da música) e final. Dentro desse gênero musical, há vertentes e subvertentes, onde cada estilo é diferenciado pelas batidas por minuto (BPM), a velocidade da música. 

“Buscamos nossas referências nas músicas étnicas tribais de diversos povos, do ocidente ao oriente. Sempre será característica dos nossos sets a forte presença da percussão unida a ritmos brasileiros, latinos, africanos, indianos, canções indígenas e ancestrais. Tudo isso misturado com uma roupagem mais moderna da música eletrônica”, explicam Brisa e Elisa.

Elisa, além de DJ, também é arquiteta, compositora e produtora musical. Já Brisa, é psicóloga e produtora musical. Elas duas começaram a dupla em 2016, quando tocaram pela primeira vez na festa MUSA, onde juntaram suas ideias para fazer um show com live de instrumentos junto com a música eletrônica. “Inicialmente implementamos percussão, vocal e guitarra, mas percebemos que o público vibrava mais quando os elementos percussivos eram tocados, e até hoje novos instrumentos vão surgindo, continuamos experimentando e deixando a música nos guiar”, diz a dupla. 

As meninas do Blue&Red tem três momentos que destacam como marcantes durante a carreira delas: o show no Festival MADA em 2019, a apresentação na Eco Praça – Edição Ribeira em janeiro de 2020, e o dia que elas receberam a notícia que uma gravadora da Itália, a Union Records,  iria lançar o remix da música “Se Ela Deixar”, da banda Bandíssima. 

Pandemia

As duas moram em casas diferentes. “No início do isolamento ficamos bem tristes por ter que recusar alguns convites de lives. Porém, estudamos alternativas para se reinventar e hoje já estamos conseguindo fazer lives mesmo não estando no mesmo lugar fisicamente”, contam. Atualmente, elas estão focando na produção musical, tendo finalizado a música “Mãe Natureza”, que, em breve, será lançada. “Nossa intenção, tanto produzindo quando fazendo live, é levar para dentro da casa das pessoas um pouco de paz, alegria e leveza. A saudade de sentir a pista continua, claro, mas o mais importante é continuarmos nos protegendo, nos cuidando, com o pensamento que logo, logo isso tudo vai passar”, encerram.

Para conhecer um pouco mais sobre o projeto Blue&Red, acesse linktr.ee/Blue_Red ou o perfil do Instagram @blueredproject.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.