BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Artigo: O desafio das lideranças no RN, por Alex Viana
Falta de empatia e a desconexão entre as lideranças e a base da população são evidentes
Alex Viana
19/10/2023 | 05:00

O Rio Grande do Norte é um estado repleto de riquezas naturais, cultura vibrante e um povo resiliente. No entanto, ao longo das últimas décadas, o RN parece ter ficado à margem do desenvolvimento que outros estados brasileiros vêm experimentando. Parte significativa desse desafio reside na atuação de nossas lideranças.

Ao observarmos os ciclos eleitorais, torna-se evidente um padrão repetitivo de promessas. Educação de qualidade, saúde digna e desenvolvimento econômico são sempre temas centrais, mas, infelizmente, as mudanças reais são escassas. Ano após ano, o cenário parece inalterado, com os mesmos problemas persistindo.

Diversos setores da elite dirigente potiguar parecem mais imersos em seus interesses do que verdadeiramente comprometidos com o progresso do Estado. Enquanto o povo norte-rio-grandense anseia por mudanças tangíveis, muitos daqueles em posições influentes parecem estar mais preocupados com agendas pessoais.

Essa falta de alinhamento entre o que é prometido e o que é entregue tem reflexos diretos na população. A aparente apatia cívica, muitas vezes interpretada como desinteresse político, pode, na realidade, ser um sintoma de desilusão e desconfiança. Quando a população sente que suas necessidades não são priorizadas, o desencanto com o sistema é quase inevitável.

O RN tem potencial para ser muito mais. Temos recursos, talentos e uma história rica que poderiam ser alavancas para um desenvolvimento sustentável. No entanto, para que isso ocorra, precisamos de lideranças que realmente compreendam o significado de servir ao público. Líderes que vejam além de seus mandatos e que trabalhem para um legado duradouro.

A falta de empatia e a desconexão entre as lideranças e a base da população são evidentes. O Estado merece representantes que entendam a realidade dos seus cidadãos e que busquem soluções criativas e eficazes.

Comparado a outros estados do Brasil e até mesmo a nações desenvolvidas, o Rio Grande do Norte tem um longo caminho a percorrer. Mas isso não significa que o percurso seja impossível. O que precisamos é de uma visão renovada e uma liderança comprometida.

Em resumo, o desafio está lançado. O RN tem todas as ferramentas para prosperar. A questão é: nossas lideranças estão prontas para guiar o estado nessa trajetória? É hora de refletir e agir em prol de um futuro mais promissor.

*por Alex Viana, que é jornalista.

*Publicado na edição impressa do AGORA RN desta quinta-feira, dia 19 de outubro de 2023.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.