BUSCAR
BUSCAR
Repercussão negativa
Após repercussão, Álvaro Dias recua e diz que não vai mais ser o 1º a tomar vacina contra a Covid-19 em Natal
Prefeito de Natal afirmou no início da noite que desistiu de ser o primeiro a receber o imunizante após as críticas de que estaria "furando fila"
Redação
19/01/2021 | 18:54

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), voltou atrás e afirmou no início da noite desta terça-feira 19 que não será mais o primeiro a tomar a vacina contra a Covid-19 na campanha de imunização realizada pela gestão municipal. Ele anunciou o recuo em entrevista à 96 FM. CLIQUE AQUI e assista.

A imunização do prefeito, anunciada durante a tarde, seria feita às 8h desta quarta-feira 20 em uma cerimônia no Ginásio Nélio Dias, um dos postos de vacinação contra a Covid-19 que serão montados na capital potiguar para imunizar a população contra a doença.

Mais cedo, Álvaro tinha afirmado que seria o primeiro a receber a vacina para “dar o exemplo” à população.

“Eu aceitei o convite de ser o primeiro paciente a receber a vacinação. Como médico e pessoa com comorbidades, vou dar o exemplo para comprovar a eficácia da vacina para quem mora na capital”, revelou o gestor municipal à reportagem do Agora RN.

À 96 FM Natal, porém, ele afirmou no início da noite que desistiu de ser o primeiro a receber o imunizante após as críticas de que estaria “furando fila”. Ele afirmou que sua decisão de tomar a vacina foi “distorcida”.

“Sou médico, do grupo de risco. Estou em contato permanente com o hospital de campanha. Também me incluo dentro do grupo dos profissionais de saúde que estão em permanente contato e, portanto, sujeito a riscos de contaminação. Mas, tendo em vista que alguns grupos procuraram distorcer a disponibilidade que nós tivemos de ser o primeiro para dar o exemplo, resolvemos repensar. Eu estou protegido porque tomo a ivermectina. Então posso deixar para tomar a vacina numa etapa posterior”, afirmou o prefeito.

O prefeito destacou que, em vez de receber a vacina, deverá aplicar em algum profissional de saúde. “Tendo em vista a distorção que estão fazendo, resolvemos repensar e desistir de ser o primeiro para dar o exemplo. Ao invés de tomar, eu posso, como médico, aplicar a vacina que alguém que esteja amanhã no Nélio Dias às 8h da manhã”, complementou.

Álvaro Dias, que tem 61 anos, é médico de formação e, por isso, está no grupo prioritário para receber a vacina contra a doença causada pelo novo coronavírus. Ele foi criticado pela decisão, porém, porque não exerce atividade na área. Pelo País afora, a prioridade neste início de vacinação tem sido profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate ao coronavírus.

Ivermectina

O prefeito Álvaro Dias ganhou notoriedade durante a pandemia pelas ações adotadas no combate ao coronavírus. A principal delas foi a distribuição gratuita, nos postos de saúde, de doses da ivermectina, um vermífugo que – segundo o Comitê Científico Municipal, tem ação contra a Covid-19.

Como será a campanha de vacinação em Natal

Em Natal, a campanha de vacinação contra a Covid-19 começa nesta quarta-feira. O imunizante usado será a vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório Sinovac. O produto teve o uso emergencial aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no domingo 17.

A Prefeitura do Natal anunciou que a campanha na cidade terá, ao todo, seis postos de imunização no formato drive-thru. Neste esquema, pacientes recebem o imunizante dentro do carro, o que minimiza os riscos de aglomeração perto das unidades de saúde.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os postos de vacinação drive-thru serão instalados nos seguintes pontos:

Shopping Via Direta;
Arena das Dunas;
Ginásio de Esportes Nélio Dias;
Palácio dos Esportes;
Cemure;
Ponto na Via Costeira (a ser definido).

Na primeira fase, contudo, apenas quatro pontos vão funcionar. Os postos do Cemure e da Via Costeira serão abertos posteriormente. Nesta terça, o prefeito visitou o posto do Via Direta.

Vacinas

O município de Natal ficará com a maior parte das doses da vacina contra a Covid-19 que chegaram ao Rio Grande do Norte na madrugada desta terça-feira 19.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), a capital do Estado ficará com 24.470 doses do imunizante, sendo metade liberada hoje e a outra metade disponibilizada para a aplicação da 2ª dose, após um intervalo de 28 dias. O número é insuficiente para vacinar todo o grupo prioritário e mais doses serão necessárias.

Serão 11.778 vacinas para os profissionais de saúde e da Unidades Regionais de Saúde Pública (Ursap), além de outras 457 para idosos institucionalizados.

Grupo prioritário

A primeira fase da campanha de vacinação é dividida em três subfases.

Na primeira, receberão a vacina trabalhadores da saúde (caso de Álvaro, que é médico) e pessoas com mais de 75 anos de idade, além de indígenas e “pessoas institucionalizadas” com mais de 60 anos de idade – ou seja, que moram em abrigos, por exemplo.

Na 2ª fase, o alvo serão pessoas com mais de 60 anos.

Por fim, na 3ª fase, serão vacinadas todas as pessoas que têm comorbidades, como diabetes, pressão alta, doença renal, doenças cardiovasculares ou obesidade grave.

Esses grupos contemplam cerca de 70 mil pessoas.

Como se vacinar?

Para que a população receba a vacina, deverão ser apresentados nos locais de vacinação um documento com foto, cartão do SUS e comprovante de endereço. O prefeito também afirmou que não será necessário residir em Natal para tomar a 1ª dose da vacina e que não será pedido nenhum termo de consentimento.

“A prefeitura não irá pedir assinatura de termo de consentimento, apenas dados de identificação e endereço dos vacinados para monitorar e reportar informações ao Ministério da Saúde em caso de efeitos colaterais. Também não é necessário morar em Natal para tomar a vacina. Pessoas de outros municípios podem vir a tomar a dose na capital” informou o prefeito.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.