BUSCAR
BUSCAR
Pandemia
Após dois anos de funcionamento, pacientes são transferidos do Hospital de Campanha que será devolvido ao TRT
Pacientes transferidos estavam internados para tratar outras comorbidades, nenhum deles com coronavírus.
Redação
12/03/2022 | 10:58

Depois de um período de quase dois anos de funcionamento, e no mesmo dia em que se completam dois anos que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o estado de pandemia da Covid-19, o Hospital Municipal de Campanha montado pela Prefeitura para o tratamento especializado de casos graves da doença transfere seus últimos pacientes. O antigo hotel Parque da Costeira será devolvido em breve à gestão do Tribunal Regional do Trabalho para dar prosseguimento às resoluções trabalhistas. O prefeito Álvaro Dias acompanhou a transferência dos pacientes na tarde desta sexta-feira 11. Todos estavam internados para tratar outras comorbidades, nenhum deles com a síndrome viral.

Desde o dia 4 maio de 2020, quando o hospital abriu as portas, até a desativação da unidade, foram 2.796 vidas salvas. Como lembrou Álvaro Dias, ao agradecer toda a equipe de funcionários, médicos, enfermeiros e maqueiros pela dedicação nos meses de crise. “O Hospital de Campanha cumpriu sua missão honrosa de cuidar e salvar vidas durante essa crise sanitária. Chegou o momento em que os pacientes estão sendo transferidos para outras unidades da rede e agora, quando a pandemia está em seus últimos estertores, a maioria da população vacinada e o vírus mais atenuado, podemos olhar para frente com o alívio do dever cumprido”, disse.

Álvaro Dias relembrou o drama da população no começo da pandemia, quando os atendimentos se concentravam nas Unidades Básicas de Saúde que já estavam superlotadas. “Tomei essa decisão quando vi o drama de uma paciente em uma ambulância na frente de uma UPA, tentando se internar após ir em outros locais. Dias depois vi a notícia do hotel que ia a leilão. Visitamos as instalações do hotel com a equipe da Secretaria de Saúde e fomos ao Tribunal Regional do Trabalho, que reconheceu a emergência da situação e agilizou a cessão. Em 40 dias nós montamos o hospital com 100 leitos, 20 Utis , depois ampliamos para 40 unidades intensivas”, lembrou o prefeito.

O Hospital de Campanha atendeu pacientes de Covid também vindos de outros municípios do RN, e até mesmo de outros Estados, como foi o caso dos pacientes de Manaus, transferidos para cá no pior período da doença naquele Estado. “O Hospital prestou um serviço de qualidade e nenhum paciente vindo de Manaus veio a óbito. Foram acolhidos, tratados e voltaram para seus lares ” , lembrou.

O prefeito acompanhou pessoalmente a transferência da última paciente da UTI do Hospital de Campanha, a senhora Luiza Souza da Silva, 77 anos, que será assistida no Hospital dos Pescadores. O material permanente e equipamentos serão realocados para outras unidades da rede municipal. De acordo com o secretário municipal de Saúde, George Antunes, parte dos profissionais ali lotados deverá ser realocada para outras unidades da rede municipal de saúde.

“Essa equipe do Hospital de Campanha desempenhou um papel fundamental e inestimável para salvar inúmeras vidas, ante os riscos causados pela Covid”, elogiou o titular da SMS.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.