BUSCAR
BUSCAR
Polêmica
Após Apple, Xiaomi confirma que seu novo celular não virá com carregador na caixa
O anúncio foi feito pelo presidente executivo da fabricante chinesa, Lei Jun. Na publicação, Jun explicou que muitas pessoas já possuem carregadores em casa, o que dispensaria a necessidade de novos itens
Estadão
28/12/2020 | 11:01

Depois da Apple causar polêmica em outubro por tirar o carregador e o fone de ouvido das caixas de iPhone 12, agora é a vez da Xiaomi aderir à ideia. Em publicação na rede social chinesa Weibo neste sábado, 26, o presidente executivo da companhia, Lei Jun, disse que o próximo celular da marca, o Mi 11, não virá com carregador – o argumento para a medida são preocupações com o meio ambiente.

Na publicação, Jun explicou que muitas pessoas já possuem carregadores em casa, o que dispensaria a necessidade de novos itens. Alguns analistas, entretanto, apontam que reduzir a quantidade de equipamentos na caixa poderia ser uma solução para deixar o kit mais barato e ainda incrementar as lojas de produtos das fabricantes com a venda separada dos acessórios.

Desde o anúncio da novidade em outubro, a Apple tem sido pressionada a voltar atrás: neste mês, no Brasil, o Procon-SP anunciou que vai exigir que a Apple forneça gratuitamente carregadores para o iPhone.

Logo após o lançamento do iPhone 12, a Xiaomi chegou a provocar a Apple sobre a decisão de tirar o carregador da caixa. No Twitter, a conta oficial da empresa publicou que “não deixou nada fora da caixa” em seu celular Mi 10T Pro.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.