BUSCAR
BUSCAR
Piso salarial
Após 8 meses de cobrança dos professores, Prefeitura de Natal promete apresentar proposta de reajuste no dia 21
Educadores cobram reajuste de 12,84% do piso salarial, definido pelo governo federal em janeiro deste ano
Redação
11/09/2020 | 10:35

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, se reuniu nesta quinta-feira 10 com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte-RN) para discutir as reivindicações da categoria acerca do reajuste salarial, cobrado pelos professores há 8 meses.

No Twitter, o gestor municipal indicou que vai elaborar uma proposta, com o auxílio da equipe econômica e dos técnicos da Secretaria Municipal de Educação, e apresentar no dia 21 de setembro para o magistério.

“Mesmo com a atual situação financeira do município, diante dos efeitos causados pela pandemia do coronavírus, estivemos ouvindo atentamente as solicitações. De acordo com o que foi destacado pelo sindicato na reunião, ficou definido uma análise das nossas possibilidades”.

Reajuste do piso salarial

Os educadores cobram o pagamento do novo piso salarial do magistério, definido pelo governo federal em janeiro e que precisa ser cumprido pelos governos estaduais e prefeituras de todo o País. O reajuste anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro foi de 12,84%.

Com o aumento, o piso nacional do magistério saiu de R$ 2.557,74 para R$ 2.888,24, para uma jornada de 40 horas semanais. O Rio Grande do Norte paga atualmente R$ 2.686,25 para um professor com licenciatura em início de carreira para uma jornada de 30 horas, isto é, acima do antigo piso nacional.

Em Natal, o salário pago ao professor em início de carreira é de R$ 2.421,79, mas para uma jornada de 20 horas semanais. Para 40h, o valor é de R$ 4.843,56.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.