BUSCAR
BUSCAR
Saúde
América do Sul ocupa 1° lugar do mundo no percentual de pessoas vacinadas
61% da população já foi totalmente vacinada (recebeu duas doses) e 14% foi parcialmente vacinada, com apenas uma dose
CNN
14/12/2021 | 17:30

A América do Sul é a região que mais vacinou a população contra a Covid-19 com a primeira e a segunda dose no mundo.

Os dados são do Our World in Data, reunidos até 13 de dezembro, que separa a porcentagem de imunização da América do Norte e do Sul, considerando a região como a melhor na cobertura vacinal: 61% da população já foi totalmente vacinada (recebeu duas doses) e 14% foi parcialmente vacinada, com apenas uma dose. Com isso, 74% do total já recebeu pelo menos uma dose.

Entre os países que lideram as melhores taxas de vacinação da região, o Chile aparece em primeiro lugar, com 84% da população totalmente vacinada; depois, temos Uruguai, com 76%; em terceiro, Argentina, com 67% da população com ambas as doses. Em quarto, aparece o Equador, com 65.74%, logo seguido pelo Brasil, com 65.32%.

Considerando os outros continentes com as melhores coberturas vacinais para pessoas totalmente vacinadas, temos em segundo lugar a Europa, com 60% da população imunizada com ambas as doses, e 4.3% com uma dose.

Em terceiro, aparece a Oceania (57% totalmente vacinada, 3.5% parcialmente vacinada), em quarto, a América do Norte (56% totalmente vacinada, 11% parcialmente vacinada), e em quinto lugar, a Ásia (53% totalmente vacinada, 12% parcialmente vacinada).

Por último, aparece a África, onde a nova variante Ômicron foi identificada por pesquisadores pela primeira vez, com apenas 8.1% de toda a população totalmente vacinada, e 4.4% parcialmente vacinada.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.