BUSCAR
BUSCAR
Entrevista
Álvaro: PSDB pode apoiar Ezequiel ou Rogério para o Governo do RN em 2022
Prefeito reeleito de Natal fala sobre projetos para as eleições de 2022 e destaca prioridades do próximo mandato, para o qual foi eleito pela população em 1º turno
Redação
23/11/2020 | 05:45

O prefeito reeleito de Natal, Álvaro Dias, avalia que o seu partido, o PSDB, tem bons quadros para disputar a eleição para o Governo do Estado em 2022.

Ele cita o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, como uma possibilidade, assim como outros deputados estaduais que compõem a bancada tucana na Casa. Ele próprio, Álvaro, descarta ser candidato daqui a dois anos e afirma que cumprirá os quatro anos do mandato para o qual foi eleito.

Álvaro diz ainda que o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, pode ser uma alternativa para a disputa, muito embora o ministro não esteja mais filiado ao PSDB.

Nesta entrevista ao Agora RN, o prefeito de Natal enfatiza, contudo, que seu foco no momento é o combate à pandemia do novo coronavírus, por causa da ameaça de segunda onda de contaminações.

Álvaro Dias também fala sobre a relação com a governadora Fátima Bezerra e sobre a reeleição do presidente Jair Bolsonaro. Confira:

AGORA RN – A nova composição da Câmara Municipal será um obstáculo para a aprovação do novo Plano Diretor?
ÁLVARO DIAS
– Não. O novo Plano Diretor é bom para a cidade. Vai modernizar, fazer a cidade avançar. Eu acredito que não teremos nenhuma dificuldade de aprovar na Câmara Municipal. A maioria dos vereadores deve apoiar o novo Plano Diretor, eu acredito.

AGORA RN – Essa é uma pauta que o senhor vai deixar para 2021?
ÁLVARO DIAS
– Se possível, eu resolverei logo, o quanto antes. Mas há alguns percalços, alguns questionamentos do Ministério Púbilco. Se a gente conseguir superar, vamos enviar ainda nesta legislatura.

AGORA RN – O senhor acha que o projeto terá uma boa aceitação na nova composição da Câmara?
ÁLVARO DIAS
– Questionamentos, discordâncias e debates podem acontecer. Se bem que a atual bancada que compõe a Câmara Municipal já teve oportunidade de acompanhar toda a discussão, a elaboração e a votação. Todas as reuniões sobre o Plano Diretor sempre contaram com a presença de vereadores. Algumas audiências públicas também foram realizadas na Câmara Municipal. Todos os vereadores têm conhecimento do inteiro teor do que foi discutido e aprovado no Plano Diretor.

AGORA RN – O senhor vai renunciar ao mandato para ser candidato a outro cargo em 2022?
ÁLVARO DIAS
– Não vou renunciar. Vou tirar meu mandato na íntegra.

AGORA RN – O seu partido, o PSDB, que elegeu 31 prefeitos nas últimas eleições, terá candidato próprio ao Governo do Estado?
ÁLVARO DIAS
– Não sei. É uma decisão interna do partido. Não sei se o PSDB, mesmo sendo um partido pujante e forte, vai querer indicar um candidato ao Governo do Estado, ao Senado, a deputado federal ou só a deputados estaduais. Eu não posso prever qual vai ser a definição. A decisão será tomada no momento oportuno.

AGORA RN – O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, seria um bom nome?
ÁLVARO DIAS
– Sim. Assim como outros deputados estaduais são bons nomes. O PSDB tem o deputado Tomba Farias, tem outros deputados. Todos eles são competentes, atuantes, capazes e podem vir a disputar qualquer cargo eletivo, com condições de enfrentar as eleições e de ter um bom desempenho.

AGORA RN – O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, seria um bom nome para ser candidato a governador pelo PSDB?
ÁLVARO DIAS
– O ministro não faz parte dos quadros do PSDB, está sem partido. Mas, pelo bom desempenho que ele vem tendo no ministério, por ser um ministro atuante, uma pessoa que tem privilegiado o Estado, direcionado recursos, encaminhado bons projetos, ajudado na liberação de recursos, prestado grandes serviços ao RN, é um bom nome para discutir qualquer cargo que assim ele entenda e resolva disputar.

AGORA RN – Como o senhor avalia a administração da governadora Fátima Bezerra?
ÁLVARO DIAS
– Eu me abstenho de emitir qualquer opinião sobre o desempenho da governadora Fátima Bezerra. A população é quem deve analisar, julgar e opinar.

AGORA RN – Como está sua relação com ela?
ÁLVARO DIAS
– É uma boa relação, apesar de termos tentado algumas parcerias que não se concretizaram. Vou até tentar encaminhar outras parcerias entre o Município de Natal e o Governo do Estado. Não haverá nenhum problema em encaminhar novas tentativas de projetos conjuntos.

AGORA RN – Que projetos o senhor tentou viabilizar e que não se concretizaram?
ÁLVARO DIAS
– Vários. Tentamos parcerias, por exemplo, para estabelecer o hospital de campanha em Natal. Procuramos o Governo do Estado e não houve condições para que se concretizasse a parceria. Mas, se houver outros projetos de interesse da coletividade e eu sentir que é importante o somatório do Governo do Estado com a Prefeitura, sem nenhum problema procurarei, mais uma vez, novamente, tentar estabelecer parceria com o Governo do Estado.

AGORA RN – Em 2022, o senhor pretende apoiar a reeleição do presidente Jair Bolsonaro, caso ele seja candidato?
ÁLVARO DIAS
– Ninguém sabe se ele será candidato. Ainda não chegou o momento de haver essa decisão por parte do presidente. Ainda não chegou o momento de haver a definição por parte dos demais partidos políticos. Eu integro um partido político, o PSDB, e pode ser que ele tenha um candidato próprio à Presidência. Pode ser que se coligue com o presidente Bolsonaro. Existem várias oportunidades e possibilidades que podem surgir no momento oportuno. Não adianta falar em cima de hipóteses que ainda não se concretizaram e ainda não são reais, estão distantes.

AGORA RN – O que vai balizar essa decisão?
ÁLVARO DIAS
– Vamos tomar a decisão de acordo com o interesse maior da cidade de Natal. Minha grande prioridade vai ser apoiar alguém que possa contribuir com o progresso, com o futuro da cidade do Natal.

AGORA RN – Falando sobre gestão da pandemia, qual vai ser o futuro do hospital de campanha? Vai permanecer aberto?
ÁLVARO DIAS
– Enquanto o coronavírus estiver na cidade de Natal, vamos manter toda a infraestrutura que colocamos em funcionamento: o hospital de campanha, os centros de enfrentamento, os postos de saúde com horário estendido e a disponibilização de medicamentos em todos eles. Vamos dar total prioridade para combater essa pandemia e proteger a população de Natal. Enquanto tempo ela persistir, nós estaremos atentos, vigilantes, para tomarmos as medidas cabíveis para proteger a população. Nossa prioridade agora é a gestão.

AGORA RN – Se houver segunda onda de infecções de coronavírus, o senhor vai fechar o comércio?
ÁLVARO DIAS
– Estamos preparados. Se houver um recrudescimento, um aumento dos casos de coronavírus de uma maneira exagerada, que se aproxime do que aconteceu na primeira onda, estamos prontos e preparados para enfrentar. A população pode ficar tranquila que o prefeito está focado no coronavírus e as providências cabíveis foram e serão tomadas caso haja necessidade.

AGORA RN – Fora a pandemia, o que o senhor pretende realizar na saúde?
ÁLVARO DIAS
– Iremos tomar várias atitudes para melhorar a saúde pública. Mas agora o foco principal de tudo é o combate ao coronavírus. Os casos estão aumentando de uma maneira significativa. Lamento muito que atitudes que deveriam ter sido tomadas, como o cumprimento do decreto que nós editamos (no início da campanha), não foram. Isso tudo contribuiu para o aumento exagerado de casos que muito nos preocupa. A diretriz da prefeitura é o combate ao coronavírus. É ver que medidas podemos tomar para proteger a população desse mal nefasto, nocivo, pernicioso, covarde e traiçoeiro que é o coronavírus, que mata as pessoas. Não podemos permitir que isso aconteça em Natal.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.