BUSCAR
BUSCAR
Eleições 2020
Álvaro promete que, se reeleito, não renunciará e diminuirá número de secretarias
Durante sabatina no Agora RN, candidato à reeleição pelo PSDB destacou que não teve a oportunidade de passar quatro anos como administrador, já que assumiu a prefeitura, em 2018, quando o antecessor, Carlos Eduardo Alves, renunciou para disputar o Governo do Estado. Álvaro também disse que vai diminuir número de secretarias municipais
Redação
29/10/2020 | 05:05

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), afirmou nesta quarta-feira 28 que, se for reeleito, não vai renunciar no meio do mandato, como fez o antecessor dele, o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves. Em entrevista ao Agora RN, o prefeito declarou que “não há a menor possibilidade” de ele não ficar os quatro anos à frente da prefeitura, caso conquiste um novo mandato nas urnas em novembro.

Álvaro foi o segundo convidado da série de entrevistas que o Agora RN promove com os candidatos à Prefeitura do Natal. Na véspera, o candidato Carlos Alberto (PV) abriu a série. A sabatina continua nesta quinta-feira 29, desta vez com o candidato Hermano Morais (PSB). Todas as entrevistas ficam disponíveis nas redes sociais do Agora RN.

Durante a entrevista desta quarta, o prefeito de Natal disse que, caso seja reeleito, vai cumprir todo o mandato, para executar projetos programados. “Não há a menor possibilidade de Álvaro Dias, caso seja reeleito, deixar de cumprir o seu mandato em pelo menos um dia. Pode ter certeza que vamos tirar o nosso mandato na íntegra, por completo, porque temos um projeto para a cidade do Natal”, afirmou o prefeito.

O candidato à reeleição pelo PSDB destacou ainda que não teve a oportunidade de passar quatro anos como administrador, já que assumiu a prefeitura, em 2018, quando Carlos Eduardo renunciou para disputar o Governo do Estado – Álvaro era o vice.

“Obras que estão em andamento precisam de um tempo maior, de uma dedicação maior, de um acompanhamento por parte do gestor. Não vamos de forma nenhuma renunciar ou deixar de cumprir o nosso mandato um dia sequer. Vamos tirar na íntegra caso venhamos a ser reeleitos”, frisou.

ENXUGAMENTO

O prefeito de Natal foi questionado também sobre corte de gastos e disse que, apesar de esta proposta não constar em seu programa de governo, vai promover uma redução no número de secretarias municipais caso seja reeleito.

Atualmente, a gestão municipal tem 19 pastas com nome de “secretaria”, fora outros órgãos que têm status de primeiro escalão, como o Instituto de Previdência (NatalPrev), a Controladoria e o Procon.

“Não coloquei isso no programa de governo. Não achei necessário. Mas eu entendo, sim, que temos que reduzir o número de secretarias. Temos de enxugar a máquina e faremos isso, claro, se houver a possibilidade de reeleição, como as pesquisas mostram. Vamos reduzir o número de secretarias e enxugar a prefeitura para melhorar a aplicação dos recursos a favor da população de Natal”, enalteceu.

SAÚDE

Na sabatina do Agora RN, Álvaro Dias reconheceu que Natal tem menos equipes de saúde da família do que deveria. Hoje, a capital potiguar tem 135 equipes, enquanto deveria ter pelo menos 200. Além disso, mesmo com número reduzido, várias equipes estão incompletas – ou seja, com a falta de profissionais como médicos e enfermeiros.

O prefeito de Natal assegurou que, na próxima gestão, vai ampliar o número de equipes de saúde nas unidades básicas e enalteceu que, hoje, a gestão municipal já aplica cerca de 27% de suas receitas em saúde, o que é muito acima do que o mínimo que a Constituição Federal exige dos municípios.

“Vou ampliar. Se a gente for reeleito, vou ampliar as unidades de saúde. Vou investir mais ainda. Vamos continuar a dar prioridade total à área da saúde, como temos dado, investindo bem mais do que o mínimo constitucional”, acrescentou.

EDUCAÇÃO

O prefeito minimizou o fato de a Prefeitura do Natal não ter reajustado os salários dos professores deste ano, apesar de existir uma lei municipal que obriga o Município a conceder aumento todos os anos, inclusive em ano de eleição. Álvaro Dias preferiu enfatizar que a prefeitura paga atualmente aos educadores mais do que o piso nacional do magistério.

“Sempre pagamos acima do piso nacional. Inclusive pagamos acima do que paga o Governo do Estado. Entendemos que a prefeitura cumpre sua obrigação com os professores, remunera bem os professores, porque paga acima do piso exigido. E continuaremos a fazer isso, porque a educação é prioridade da nossa gestão”, destacou.

TRANSPORTE

O chefe do Executivo natalense voltou a dizer ainda que vai priorizar, caso seja reeleito, a realização da licitação do transporte público da cidade.
Há dois anos e meio no cargo, Álvaro culpou a pandemia do novo coronavírus pelo fato de o processo de licitação dos ônibus estar parado na Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). A publicação do edital de chamamento das empresas tem sido sistematicamente adiada desde o início do ano.

O prefeito também afirmou que teve pouco tempo de gestão e que, nesse período em que esteve à frente da prefeitura, não poderia ter resolvido todos os problemas da cidade.

“Nós esperamos, logo que melhore, logo que as coisas se normalizem, realizar a licitação dos transportes coletivos. Eu tenho conhecimento, sei da dificuldade que existe na cidade do Natal com relação ao transporte coletivo. Nós vamos ter essa questão como uma das grandes prioridades na nossa próxima gestão. Não pode resolver tudo, principalmente tendo um mandato exíguo, curto, pequeno como o nosso. Tem de convir que, até por isso, por ter tido pouco tempo, é necessário ter mais quatro anos”, finalizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.