BUSCAR
BUSCAR
Declaração
Álvaro Dias afirma que orla mal cuidada não é culpa dele: “Estou na Prefeitura só há dois anos”
Atual prefeito de Natal e candidato à reeleição, Álvaro Dias (PSDB) afirmou ainda que o Plano Diretor vai favorecer a orla, além de facilitar novos empreendimentos
Redação
08/10/2020 | 12:32

O prefeito de Natal Álvaro Dias (PSDB), candidato à reeleição, afirmou que o problema da orla mal cuidada na capital potiguar não é culpa dele. Em entrevista à rádio 94 FM na manhã desta quinta-feira 8, o gestor disse que “esse problema acontece há anos, estamos à frente da Prefeitura só há 2 anos. E a cidade avançou com a nossa gestão nesse período”.

Para ele, um dos principais problemas é a infestação de ratos na região. “A questão dos ratos é uma corresponsabilidade. As pessoas deixam restos de alimentos na areia, atraindo os animais. Estamos estudando uma maneira para mudar a contenção existente com pedras, que também favorece o transtorno”, argumentou.

O prefeito também comentou a reestruturação do Plano Diretor. “A discussão foi concluída e está prestes a ser enviado à Câmara Municipal. É uma iniciativa nossa para modernizar a cidade e a orla, que é uma das mais belas do mundo. Precisamos favorecê-la, permitindo construções e facilitando novos empreendimentos”.

Além disso, Álvaro confirmou que a Via Costeira será transformada. “O Plano Diretor vai mudar a realidade de lá porque haverá uma diminuição dos lotes de terrenos que poderão ser ocupados. Isso vai favorecer a construção de pequenos hotéis, por exemplo”. O prefeito prometeu ainda a execução da obra de engorda da faixa de areia de Ponta Negra e o complexo turístico da Redinha.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.