BUSCAR
BUSCAR
Expectativa

Allyson Bezerra é visto como forte candidato ao governo do RN em 2026

Presidente da Câmara de Mossoró e líderes políticos apontam ascensão do prefeito e destacam proximidade com a população
Redação
26/03/2024 | 07:21

“Nosso Estado passa por uma busca do eleitorado por uma renovação de quadro. Então, é natural que nomes que estão em ascensão, como o de Allyson, possam estar no cenário. Sem dúvidas, é um nome forte”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Lawrence Amorim (PSDB) ao AGORA RN nesta segunda-feira 25, ao confirmar que o prefeito Allyson Bezerra (União Brasil) tem potencial para ser o próximo governador do Rio Grande do Norte, nas eleições gerais de 2026.

“Acredito que é algo que vai se discutir após as eleições municipais, quais os partidos que vão sair mais fortalecidos e nomes que poderão entrar na disputa de 2026 ainda serão avaliados por meio de pesquisa para ver a viabilidade de cada um”, disse Lawrence, destacando que, apesar de ver o prefeito de Mossoró como um nome certo e forte para disputar o comando do RN no futuro, esse debate ainda não começou efetivamente.

allyson
Lawrence Amorim: “Sem dúvidas, Allyson Bezerra é um nome forte para 2026”. Foto: Reprodução

O presidente da Câmara Municipal também avaliou positivamente a filiação de 14 pré-candidatos ao União Brasil. “Como ele é candidato à majoritária, ter uma grande quantidade de apoiadores dentro do partido dele é importante”, frisou.

Líder do governo na Casa, o vereador Genilson Alves (Pros) acredita que o chefe do Executivo municipal ganhou destaque na administração municipal e pelo contato direto e constante com a população.
“Em Mossoró, não tivemos um prefeito que no 1º dia de mandato já estava caminhando nos bairros. Então, o povo sentia uma necessidade de poder discutir com o gestor. Esse ponto, em específico, credenciou muito o prefeito, como prefeito do povo”.

“Não sei se ele tem essa pretensão para o governo do RN, mas é um político em evidência, que consegue emplacar”, disse Genilson, que decidiu mudar para o partido do prefeito nesta janela partidária. “Eu vinha presidindo o Pros em Mossoró, que não teve como construir uma nominata. Então migramos para a União Brasil porque é um partido que vai vir muito forte e fazer várias cadeiras na Câmara”.

Definição de vice será após o Cidade Junina

Enquanto os vereadores de Mossoró projetam seu nome para a disputa pelo governo do Estado nas eleições de 2026, Allyson Bezerra jogou para depois do Mossoró Cidade Junina, que acontece em junho, a decisão sobre o nome que figurará ao lado do seu na chapa majoritária para as eleições de outubro próximo. Enquanto isso, o gestor trabalha na formação da nominata para a Câmara Municipal.

Sobre a filiação dos vereadores e pré-candidatos na eleição deste ano, Alysson Bezerra destacou: “Sou muito grato a todos que estão se filiando ao União Brasil, somando forças pelo trabalho e pelo desenvolvimento de Mossoró. Aqui temos vereadores que já trabalham junto com a nossa gestão em prol do povo de Mossoró. E eu tenho o orgulho e a alegria de essa ser a primeira vez que um partido de Mossoró recebe tantos nomes de vereadores de mandato”.

Passam a integrar o União Brasil Mossoró os vereadores e pré-candidatos nas eleições 2024: Genilson Alves, Raério Araújo, Gideon Ismaias, Tony Cabelos, Didi de Arnor, Costinha, Ozaniel Mesquita, Ricardo de Dodoca, Edson Carlos, Lucas das Malhas, Marrom, Wiginis do Gás, Marckuty da Maísa e Francisco Carlos, além do ex-vereador Naldo Feitosa.

Estiveram presentes no encontro, na última sexta, o presidente estadual do União Brasil José Agripino; o deputado federal Paulinho Freire; o deputado estadual Ivanilson Oliveira; a prefeita de Grossos Cinthia Sonale; o ex-deputado estadual Souza; ex-prefeito de Assú Ivan Jr., representando o deputado federal Benes Leocádio. Também participaram do evento os presidentes dos Diretórios Municipais do PSDB, Lawrence Amorim; Wilson Fernandes, do PSB; Narcizio, do Podemos, Jadson, do Solidariedade e Paulo Linhares, do PSD.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
STJ anula provas contra dois investigados pela Lava Jato
Evidências foram anuladas por serem baseadas em sistema da Odebrecht
13/06/2024 às 19:55
Câmara homenageia empresas e instituições que contribuem para o crescimento de Natal
Proposição da sessão solene foi do presidente da casa, vereador Eriko Jácome
13/06/2024 às 10:41
Câmara aprova urgência de projeto que equipara aborto a homicídio
O projeto será votado diretamente no plenário da Casa sem passar por análise de comissões relacionadas ao tema do projeto
13/06/2024 às 07:42
Pré-candidata a vereadora de Natal, Anne Lagartixa ganha destaque nas redes sociais
Filha do policial militar reformado Wendel Lagartixa, Anne publica vídeos na internet sobre a situação do pai e problemas da cidade
13/06/2024 às 07:35
MDB sugere três nomes para a vice de Natália Bonavides e descarta Ana Paula
Júlio Protásio afirma que informações publicadas em blogs foram “plantadas pela assessoria de Paulinho Freire” com o objetivo de “causar confusão interna no MDB”
13/06/2024 às 07:26
Conselho de Ética arquiva processo contra deputado Glauber Braga
Representação por quebra de decoro foi apresentada pelo PL
12/06/2024 às 21:27
Leilão do arroz: CGU abre investigação para apurar suspeitas em importação
Investigação foi aberta após pedido da Conab; após apurações, governo quer realizar novo leilão
12/06/2024 às 21:20
Gilmar: “Disse para Moro que ele e Dallagnol roubavam galinhas juntos”; veja
Ex-juiz da Lava Jato e atual senador virou réu no STF por suposta calúnia ao decano da Corte
12/06/2024 às 19:41
Ministro do Turismo sai em defesa de Juscelino Filho, indiciado por corrupção
Celso Sabino comparou o caso do ministro das Comunicações com o de outras pessoas, sem citar nome ou partido
12/06/2024 às 18:31
Margem equatorial: “perdemos 10 anos”, lamenta presidente da Petrobras
Estatal prepara apresentação para convencer área ambiental do governo
12/06/2024 às 18:18
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.