BUSCAR
BUSCAR
Opinião
A união como estratégia de fortalecimento do RN; leia opinião do AGORA RN
RN necessita de uma nova dinâmica política, onde as diferenças partidárias cedam espaço ao diálogo
Redação
07/11/2023 | 05:00

No jogo político, a força de um estado não se mede apenas pela sua economia ou população, mas pela capacidade de seus representantes em unir-se em torno de um objetivo comum. No Rio Grande do Norte, essa máxima parece ter sido esquecida. As recentes observações do ex-deputado Henrique Alves sobre a atual gestão estadual e a conduta da bancada federal do RN acendem um sinal de alerta: a desunião é uma rota segura para a perda de relevância e força política.

O apelo de Alves à governadora Fátima Bezerra para que busque maior unidade entre os representantes federais do estado é um chamado à ação baseado no princípio de que a união faz a força, um lema tão antigo quanto atual. A governadora, segundo Alves, não está cumprindo seu papel de unificadora, delegando essa função essencial a um segundo plano, em detrimento dos interesses maiores do RN.

A crítica ao atual modus operandi, que favorece abordagens individualistas em negociações federais, ressalta a importância de uma estratégia coletiva. Ir a Brasília acompanhado apenas de um pequeno grupo do mesmo partido é diminuir a representatividade do estado como um todo, enfraquecendo sua posição nas mesas de discussão onde recursos e projetos são decididos.

A desarticulação tem consequências práticas, como evidencia a posição do Rio Grande do Norte na lista de beneficiados por programas federais, como o PAC. Ao deixar de apresentar uma frente unida, o estado falha em aproveitar o seu pleno potencial político e perde espaço e voz em um cenário onde a competição por atenção e investimento é acirrada.

A ausência de um debate conjunto sobre os recursos federais, conforme apontado por Alves, é uma oportunidade perdida. Não se trata de meras formalidades de gestão, mas de garantir que as necessidades de toda uma população sejam ouvidas e atendidas. Uma bancada unida, transversal aos partidos, tem o potencial de ser uma força poderosa na capital federal, lutando de maneira mais eficaz pelos interesses do RN.

O momento exige reflexão e ação. O RN necessita de uma nova dinâmica política, onde as diferenças partidárias cedam espaço ao diálogo e à colaboração em nome do progresso comum. Que o chamado de Henrique Alves não seja em vão, e que a governadora e a bancada federal respondam com uma unidade que possa realmente transformar o destino do estado. A união, de fato, faz a força. É tempo de fortalecer o Rio Grande do Norte.

São Gonçalo Avança: Bairro Jardins tem obras de pavimentação e melhorias na infraestrutura
Prefeitura realizou obra completa de drenagem e pavimentação
18/04/2024 às 14:11
Governo divulga calendário de pagamento de servidores, incluindo 13° e pensionistas
Calendário de pagamento contempla mais de 1 milhão de servidores federais, entre eles servidores ativos, aposentados e pensionistas
18/04/2024 às 13:51
Semurb realiza demolição de ocupação irregular no Pitimbú
A ocupação irregular tratava-se de uma antiga região de duna ocupada por cigarreira em área pública
18/04/2024 às 12:58
Natal amplia faixa etária da vacinação contra a dengue para pessoas com idade entre 4 e 59 anos
Dados da plataforma LocalizaSUS contabilizam 10.207 doses aplicadas para pessoas de 10 a 14 anos até a quarta-feira 17
18/04/2024 às 12:55
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.