BUSCAR
BUSCAR
Aedes Aegypti

Com 102 mortes, chikungunya tem letalidade maior que dengue no Brasil

Informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde
Agência Brasil
14/05/2024 | 15:54

Pelo menos 102 pessoas morreram após serem infectadas pelo vírus Chikungunya no Brasil em 2024. Há ainda 106 óbitos em investigação. Os números foram divulgados nesta terça-feira 14 pelo Ministério da Saúde. A secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente da pasta, Ethel Maciel, alertou que a doença registra, neste momento, maior letalidade mesmo quando comparada à dengue.

“Temos 182.873 casos prováveis de chikungunya. Bastantes casos. Temos 102 óbitos confirmados e 106 em investigação. Uma letalidade de 0,06 [para cada 100 mil habitantes]. É importante falar isso porque há uma tendência de se dizer que a chikungunya tem uma letalidade menor que a da dengue e não é isso que os dados estão mostrando neste momento”, disse. A letalidade da dengue no Brasil, de acordo com o boletim mais recente, é de 0,05 óbito para cada 100 mil habitantes.

Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya / Foto: Joao Paulo Burini /GettyImages
Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya / Foto: Joao Paulo Burini /GettyImages

Leia também: Brasil ultrapassa 2.400 mortes por dengue e mais de 4,5 milhões de casos prováveis

“A gente precisa chamar a atenção também para o cuidado com chikungunya que, além de sequelas importantes que temos verificado nas pessoas, ela também tem uma letalidade que é, neste momento, maior que a da dengue. Não são os números absolutos, mas a letalidade, a relação entre aqueles que adoecem e aqueles que morrem. É preciso prestar também muita atenção na chikungunya.”

O vírus Chikungunya é transmitido pelo mosquito Aedes aedypti, que também é vetor da dengue e da zika. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Conscientização sobre a Lúpus é tema de audiência pública na Câmara de Natal
Plenário da Casa recebeu pessoas diagnosticadas com a doença e agentes de saúde
22/05/2024 às 12:01
Pacientes de Natal estão há quatro meses sem receber insulina: “Descaso”
Secretaria Municipal de Saúde informou ao AGORA RN que abriu um processo emergencial para aquisição da insulina
22/05/2024 às 08:20
Saúde anuncia abertura de novos leitos na Grande Natal
Sesap convocou mais 81 profissionais para atuarem nos 48 novos leitos que serão abertos nos hospitais Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, e Geral João Machado, em Natal
22/05/2024 às 08:16
Mossoró receberá mais de 230 profissionais para hospitais da região
Medida amplia capacidade do Hospital da Mulher, que passará a funcionar 24h, e dá continuidade à obra no Tarcísio Maia
21/05/2024 às 12:54
Brasil ultrapassa 5 milhões de casos prováveis de dengue
Minas Gerais lidera com o maior número de registros
21/05/2024 às 11:37
Sesap convoca mais 81 para complementar abertura de leitos em Natal e Parnamirim
Técnicos de enfermagem, farmácia e biodiagnóstico vão atuar nos hospitais Deoclécio Marques e João Machado
21/05/2024 às 09:34
Neurologistas citam qual é o principal hábito para melhorar a memória
Com base em estudos, os neurologistas Meredith Broderick e Cris W. Winter explicaram os benefícios de um hábito para a memória
20/05/2024 às 21:19
Transplantes de córneas no RN aumentam 74%
Comparativo com 2023 também registrou aumento de 23% para os transplantes de medula óssea
20/05/2024 às 09:35
Doações de leite humano beneficiam mais de 8 mil recém-nascidos no Rio Grande do Norte
Entre janeiro e dezembro de 2023, o Brasil registrou a doação de 253 mil litros de leite humano, beneficiando mais de 225 mil recém-nascidos
19/05/2024 às 08:45
Sábado de Vacinação em Parnamirim foi um Sucesso
Durante todo o dia, diversas equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Sesad) atenderam a população com imunização contra a Influenza, sem esquecer dos pets, que também foram contemplados com a vacina contra a raiva
19/05/2024 às 07:42
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.