BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Redução de custeio anunciada pelo Governo não resolve crise, diz José Dias
“Para o problema estrutural que vivemos, é um pingo d´água no oceano', criticou o deputado do PSDB
Redação
02/05/2019 | 16:34

A Secretaria de Administração e dos Recursos Humanos do RN anunciou uma economia de R$ 4 milhões com medidas de redução de custeio e revisão de contratos. Em pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, 2, o deputado José Dias (PSDB) criticou e disse que a quantia é insignificante para o tamanho da crise no executivo.

“Para o problema estrutural que vivemos, é um pingo d´água no oceano. É impossível a máquina pública funcionar sem custeio, então a atitude em algumas secretarias além de não resolver o problema ainda torna a máquina ineficiente”, disse ele, citando o exemplo da economia com telefonia, atitude adotada também pelo Governo passado. “Já tentei falar na Secretaria de Saúde e soube que o telefone estava cortado, é um absurdo”, contou.

José Dias ainda falou sobre os reajustes salariais no Governo. Segundo ele, não é justo reajustar os vencimentos de quem está no topo da pirâmide e não aumentar de quem recebe os menores salários. Para ele, todos precisam fazer a sua parte para que a situação seja solucionada. “Eu não voto nenhum aumento para estes cargos do topo da pirâmide, não farei parte disso”, avisou o parlamentar.

Os deputados Gustavo Carvalho (PSDB) e Coronel Azevedo (PSL) elogiaram o pronunciamento de José Dias. O deputado do PSL, ainda criticou o fato do Governo não ter “coragem ou capacidade de gestão de reduzir a estrutura de Governo, como o número de secretarias e de cargos comissionados”, disse ele.     

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.