BUSCAR
BUSCAR
Parnamirim
Presidente da Câmara critica falta de socorro a paciente na porta da UPA: “Não era um bicho”
Devido à superlotação, a UPA estava fechada para novos atendimentos, o que levou uma mulher a aguardar por atendimento deitada na calçada da unidade
Redação
03/06/2020 | 13:59

O presidente da Câmara Municipal de Parnamirim, vereador Irani Guedes (Republicanos), criticou a equipe de plantonistas da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Esperança por negar atendimento a uma paciente que passou mal na porta da unidade no último domingo (31). A declaração aconteceu durante sessão plenária nesta quarta-feira (3).

Devido à superlotação, a UPA estava fechada para novos atendimentos, o que levou uma mulher a aguardar por atendimento deitada na calçada da unidade. Um vídeo mostra o momento em que a paciente passa mal, mas não é socorrida por nenhum profissional da unidade, apesar dos apelos.

“Eu achei um desrespeito da equipe que estava no plantão no domingo à noite. Não admito esse tipo de comportamento de quem quer que seja. A Secretaria Municipal de Saúde era para ter deixado ambulâncias na UPA de Nova Esperança para transferir cidadãos que não podiam se deslocar para Pirangi do Norte (onde a prefeitura mantém um hospital)”, afirmou Irani, que é técnico de enfermagem.

De acordo com o presidente da Câmara, houve negligência no caso. “Eu, como profissional de saúde, não posso aceitar a negligência de um cidadão estar deitado na porta da UPA e não ser dado os primeiros socorros. Não admito esse tipo de desrespeito com o cidadão. Ali era uma pessoa, não era um bicho. Mesmo se fosse um bicho, era para dar assistência; imagine o cidadão”, complementou.

Presidente da Câmara Municipal, vereador Irani Guedes. Foto: José Aldenir/Agora RN

Por causa da superlotação, a UPA de Nova Esperança, em Parnamirim, ficou fechada para novos atendimentos entre a noite de sábado (30) e segunda-feira (1º). Com capacidade para apenas 19 leitos, a unidade chegou a ter 25 pacientes internados no fim de semana. A maioria necessitava de suporte de oxigênio devido a agravos respiratórios. Parte dos pacientes tinha diagnóstico confirmado para Covid-19.

Durante a suspensão dos novos atendimentos, só ficaram funcionando os serviços de pediatria e a assistência aos pacientes já internados. Na segunda, com a transferência de pacientes para o Hospital Municipal de Campanha e unidades de Natal, o local voltou a abrir as portas.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.