BUSCAR
BUSCAR
Posicionamento
Pré-candidata ao Governo do RN aprova ocupação e defende federalização da UERN
Clorisa Linhares, que atualmente é vereadora no município de Grossos, se posicionou ao lado dos servidores da UERN na luta por um calendário de pagamento
Redação
27/11/2017 | 17:15

O movimento de ocupação liderado por servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e membros do Sindicato da Saúde (Sindsaúde-RN) na Secretaria Estadual de Planejamento (SEPLAN) ao longo da semana passada foi apoiado pela vereadora do município de Grossos, Clorisa Linhares (PSDC), que também é pré-candidata ao Governo do Estado em 2018. Na visão da parlamentar, o fato da atual gestão estadual não apresentar um calendário de pagamento aos servidores já é suficiente para justificar a movimentação, que acabou encerrada por força de uma decisão judicial.

“Creio que a movimentação foi legítima. Os servidores estavam lá exercendo um direito deles e queriam apenas uma resposta quanto aos atrasos de salários. A questão toda é que o governo não se manifesta, não passa um calendário de pagamento e nem sequer promove uma conversa com a categoria, nem que fosse para mostrar a realidade econômica do Executivo. Qualquer trabalhador precisa de dinheiro ao final do mês para pagar suas obrigações. Como a movimentação na SEPLAN não teve arruaça alguma, acredito sim que ela foi legítima e uma resposta a situação financeira dos servidores”, declarou.

Diante de tantos problemas, algumas das situações que vem sendo debatidas em torno da UERN nos últimos anos é a federalização ou a privatização da Universidade. Caso alguma dessas medidas fossem tomadas, o Estado ganharia um fôlego financeiro importante, que lhe permitiria, certamente, cumprir com obrigações como o próprio pagamento do funcionalismo. Para Clorisa, a federalização seria uma boa saída para a questão, diferentemente da privatização que, na sua visão, acabaria com os direitos de pessoas mais pobres de estudarem na universidade.

“A UERN não pode ser perdida pois trata-se de um patrimônio do Estado. Toda minha família foi formada por ela. A privatização, certamente, não é um bom caminho, mas a federalização sim. Lá existem muitos trabalhos científicos e creio que a parte intelectual do Rio Grande do Norte gira em torno da UERN. Infelizmente, nos últimos anos estamos presenciando uma debandada muito grande da população pensante potiguar por falta de oportunidades. A privatização da UERN só iria contribuir para isso, sem contar que haveria um aumento da desigualdade no ingresso ao ensino superior, sobretudo da população mais carente”, concluiu.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.