BUSCAR
BUSCAR
Reforma administrativa
Natal busca economia de R$ 12 milhões por ano com enxugamento da máquina
Álvaro Dias, no entanto, não quis antecipar quais as secretarias serão extintas ou incorporadas, mas afirmou que revisões nos contratos começam agora
Redação
30/04/2019 | 13:48

O prefeito Álvaro Dias anunciou nesta terça-feira, 30, que em até 30 dias detalhará a extensão da reforma administrativa que deverá reduzir de 23 para até 12 as secretarias municipais dentro da meta de redução das despesas em R$ 1 milhão por mês (R$ 12 milhões por ano).

Ao todo, segundo Álvaro Dias, serão realizadas 233 iniciativas que a administração municipal vai tomar com o objetivo de reduzir gastos da máquina pública.

Ele afirmou que a comissão de gestão encarregada do enxugamento de despesas começa a entregar a partir de agora a revisão de todos os contratos em vigor, desde alugueis de imóveis à carros usados pela administração. “À medida em que a equipe encarregada for passando a revisões de contratos nós iremos implementando”, acrescentou o prefeito.

Álvaro assinou contratos de gestão com os titulares das secretarias municipais de Administração, Saúde, Educação, Tributação, Serviços Urbanos e Urbana. Esses documentos contêm metas e prazos a serem cumpridos pelos secretários, que serão acompanhados por um Comitê Gestor que conta com as participações de representantes da Procuradoria Geral do Município, Controladoria Geral do Município, Planejamento, secretaria de Governo, Secretaria de Administração e a Tributação Municipal, além do próprio prefeito.

Álvaro Dias, no entanto, não quis antecipar quais as secretarias serão extintas ou incorporadas a outras. “Essa questão ainda está sendo analisada no trabalho que vem sendo desenvolvido pela Fundação Dom Cabral, contratada para conduzir o diagnóstico da máquina administrativa municipal”, afirmou.

Perguntado se o enxugamento da máquina realizado pelo ex-prefeito Carlos Eduardo não teria sido suficiente para resolver os problemas financeiros do município, Álvaro Dias declarou que “na época foi suficiente, mas que depois a situação apertou por causa da crise econômica vivida no país” e isto determinou que novas medidas fossem tomadas.

“A nossa única preocupação é que o enxugamento de despesas não atrapalhe o funcionamento da máquina administrativa”, lembrou o chefe de Executivo.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.