BUSCAR
BUSCAR
Eleição no MP
“Não há pressão para que minha adversária renuncie”, rebate Eudo Leite
Procurador disse que a tradição no MP estadual de enviar o nome dos mais votados na lista tríplice não pressupõe qualquer pressão que o candidato menos votado renuncie
Redação
04/04/2019 | 00:00

O procurador geral de Justiça, Eudo Rodrigues Leite, candidato à reeleição, negou nesta quarta-feira, 3, que sua única oponente, a promotora Yádia Gama Maio, esteja sendo pressionada para retirar o nome da disputa. Ele fez essa declaração à jornalista Anna Kárinna Castro durante o programa Jornal Agora, da 97,9 FM.

A eleição à PGJ acontece simultaneamente a partir das 8h e encerra às 14h no plenário Procurador de Justiça William Ubirajara Pinheiro, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Natal e no prédio-sede das Promotorias de Justiça de Mossoró.

No mesmo programa de rádio, um dia antes, Yádia chegou a afirmar ter perdido muitos votos já amarrados depois de assumir a posição de não renunciar, caso venha ser a menos votada.

Sobre isso, Eudo Leite disse que a tradição no MP estadual de enviar o nome dos mais votados na lista tríplice não pressupõe qualquer pressão que o candidato menos votado renuncie.

“É assim agora com a governadora Fátima Bezerra e foi assim com Robinson Faria, com Rosalba Ciarlini e com Wilma de Faria – todos têm e tiveram o direito constitucional de escolher quem achar melhor”, afirmou.

Afirmou ainda que a transparência na instituição, sobre qualquer aspecto, é absoluta e que o fato da Associação dos Promotores Públicos (Ampern) enviar carta solicitando ao governante a escolha do mais votado da lista tríplice está mais para uma tradição do que para um alijamento do segundo colocado.

Sobre o fim da paridade entre o MP e a magistratura, iniciativa do PGJ combatida por sua adversária, Eudo Leite disse que se trata de uma questão interna da instituição, que não impactará o esforço fiscal do estado e que não há o menor sentido polemizar sobre esse assunto.

Ao contrário de Yádia, que em sua entrevista não citou uma única vez o nome de seu oponente, Eudo Leite mencionou diversas vezes o nome da procuradora, ao imputar a ela desinformação em relação às questões ligadas ao MP.

Natural de Parnamirim, Eudo Leite é especialista em Direito Público pela UFRN e foi Promotor de Justiça titular das comarcas de Jardim de Piranhas, Umarizal, Apodi, Mossoró e até sua escolha como PGJ ocupava o cargo de 22.º Promotor de Justiça de Natal, com atribuições na defesa do patrimônio público. Exerceu ainda a coordenadoria do CAOP do Patrimônio Público e a Presidência da Ampern por dois mandatos.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.