BUSCAR
BUSCAR
Eleições 2018
Maioria dos eleitores afirma que reforma constitucional “deve ser apenas pontual”
Diante da pergunta sobre “qualquer que seja o novo presidente qual o que considera mais importante” com relação à Constituição?”, 44,47% respondem que uma reforma constitucional deve ser “apenas pontual”
Sistema Fiern
27/10/2018 | 12:23

A maioria dos eleitores do Rio Grande do Norte afirma que possíveis mudanças na Constituição Federal, discutidas ao longo da campanha no segundo turno, devem ser “apenas pontuais” e não para atender interesse do grupo político do presidente eleito.

A constatação pode ser feita a partir de um dos números de itens da Pesquisa FIERN/Certus, que aplicou questionários que mostram como o eleitor do Rio Grande do Norte avalia essa possibilidade de alteração constitucional.

Diante da pergunta sobre “qualquer que seja o novo presidente qual o que considera mais importante” com relação à Constituição?”, 44,47% respondem que uma reforma constitucional deve ser “apenas pontual”. Responderam que a alteração deve ser para “atender interesse do grupo político do presidente eleito 11,63%, enquanto 18,09% responderam “deixar como estar”; 24,68% não sabem e 1,13% não respondeu.

Na estratificação das respostas com a tabulação em relação aos eleitores dos candidatos, respondem que as mudança devem ser para “atender interesses do grupo do eleito, 14,23% dos que votam em Bolsonaro e 10,96% dos que votam em Fernando Haddad. Dos que afirmam que a mudança deve ser pontual, 53,31% votam em Bolsonaro e 41,67% em Haddad. Entre os que consideram que é melhor deixar a Constituição como está 15,63% votam em Bolsonaro e 18,36% em Fernando Haddad.

A segunda pesquisa sobre o segundo turno das eleições está registrada no TSE com os números:

nº BR-05145/2018

RN-04070/2018

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.