BUSCAR
BUSCAR
TRF-1
Justiça mantém decisão que livrou Henrique da “Farra das Passagens”
Ministério Público Federal em Brasília havia entrado com recursos para que a Corte revesse a decisão que livrou o ex-presidente da Câmara
Redação
28/06/2019 | 11:43

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, rejeitou recurso do Ministério Público Federal contra o ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. O órgão questionava Henrique, na época em que era deputado, quanto o uso de passagens aéreas na condição de parlamentar.

A acusação do Ministério Público Federal em Brasília ocorreu em agosto de 2017, em um escândalo conhecido como “Farra das Passagens”. A denúncia ocorreu poucos meses após Henrique ter sido preso pela Polícia Federal em desdobramentos da Operação Lava Jato.

Com a decisão do TRF-1, o acórdão que arquivou a ação penal foi mantido. A Corte não observou que foram cometidas ilegalidades neste âmbito por Henrique. 

Pelo MPF, o eemedebista foi acusado de ter comprado 306 bilhetes aéreos nacionais e internacionais para terceiros entre 2007 e 2009, um gasto total de R$ 206 mil para os cofres da Câmara.

Segundo a procuradoria, havia indícios de que familiares tenham sido beneficiados, entre eles filhos e uma das ex-mulheres de Henrique Alves. Miami e Buenos Aires foram alguns dos destinos.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.