BUSCAR
BUSCAR
Eleições 2018
Jornalista alerta que Fátima precisa se inserir no debate político do RN
Segundo Bruno Barreto, apesar da liderança, petista não tem crescido de acordo com as últimas pesquisas, enquanto principais adversários sim
Ciro Marques
01/06/2018 | 15:36

Quando se trata da pré-campanha, a senadora Fátima Bezerra, do PT, tem motivos para comemorar (a liderança na corrida eleitoral para o Governo do RN) e para ficar preocupada: ela não tem crescido nos últimos levantamentos divulgados. Quem faz essa análise é o jornalista e “observador político” Bruno Barreto, de Mossoró, que apontou uma “estagnação nas pesquisas” na campanha petista.

“Fátima lidera todas as pesquisas para o Governo e tem até alguma chance de vencer no primeiro turno, mas o salto alto pode indicar o caminho da derrota. A líder nas pesquisas não conseguiu ultrapassar a média de 29% nas pesquisas. O desempenho é praticamente o mesmo da virada do ano. Enquanto isso até mesmo o governador mais impopular da história, Robinson Faria (PSD), conseguiu crescer. O principal adversário, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT), também apresentou crescimento nas sondagens”, alertou Barreto em recente análise divulgada em seu blog.

Essa falta de crescimento pode ser apontada facilmente nos dois mais recentes levantamentos eleitorais divulgados em maio. Na pesquisa Agora RN/Instituto Seta, realizada entre os dias 11 e 13, apontou que a petista aparece com 29,3% das intenções de voto, praticamente o mesmo percentual da pesquisa 98FM/Consult, realizada entre os dias 17 e 20, quando ela teve 29,29%.

“A causa mais óbvia para o não crescimento de Fátima reside na distância dela nos assuntos do RN. A petista tem focado suas ações nos temas nacionais”, avaliou. Bruno Barreto também ressaltou que a o antipetismo na classe média e a falta de alianças para o PT têm sido motivadores dessa estagnação.

“É preciso ter parcerias com outros partidos para ter tempo de TV e ampliar o palanque. Há a possibilidade remota de uma parceria política com o Solidariedade. Os entendimentos com o PSB ficaram mais mornos após a vaia dada pela militância petista ao deputado federal Rafael Motta, presidente estadual do partido. Fátima lidera, mas se não crescer até as convenções pode iniciar a campanha sobre a sombra de uma virada. Carlos Eduardo Alves é a principal ameaça”, concluiu.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.