BUSCAR
BUSCAR
Declaração
Henrique: “As 27 testemunhas da Manus e da Lavat me inocentaram”
Em texto assinado, ex-ministro do Turismo chamou as acusações que recebeu durantes os desdobramentos da Operação Manus e Lavat de 'absurdas
Redação
08/04/2019 | 07:58

O ex-presidente da Câmara dos Deputados e ex-ministro do Turismo, Henrique Alves (MDB), afirmou que todas as 27 testemunhas de acusação indicadas pelo Ministério Público nos julgamentos das operações Manus e Lavat o inocentaram.

Em texto assinado, Henrique chamou as denúncias que recebeu durantes os desdobramentos da Operação Manus e Lavat de “absurdas.

A “Operação Manus” apura desvios na construção da Arena das Dunas, bem como movimentação de propinas envolvendo empreiteras para auxiliar na campanha do ex-ministro do Turismo, enquanto que a “Operação Lavat” é um desdobramento da Manus, que investiga lavagem de dinheiro no Rio Grande do Norte.

A declaração foi dada pelo emedebista em publicação do jornal Tribuna do Norte do último domingo, 7. Confira abaixo na íntegra:

Justiça de Deus

Henrique Eduardo Alves

Pensei muito antes de escrever essas sentidas palavras. Mas resolvi abrir o coração cobrado pela consciência e sentimentos. De dor, resistência, fé, coragem e gratidão. Misturam-se em tudo que vivi há quase 2 anos, por 332 dias preso. Sem qualquer condenação! Com o aprendizado da paciência em tolerar o absurdo; compreender o incompreensível; recusar comportamentos indignos; conviver com a solidão; e até perdoar o imperdoável, no santo exemplo da fé: perdoar porque não sabiam o que faziam. E o mais belo e emocionante sentimento: a gratidão a familiares – mulher, filhos e enteados em todos os momentos, nas noites escuras e dias infidáveis. Amigos, conheci muitos. Desconheci outros também! A vida como não deveria ser…

Mas o que importa: a Justiça de Deus! A dos homens, confiante, a caminho.

Registro – como aquele menino que aprendeu muito cedo o valor da democracia, da liberdade, da justiça, do perdão, da Esperança! – de cabeça erguida e lágrima nos olhos, o meu respeito ao papel constitucional do Ministério Público, que ajudei a construir como Presidente da Câmara, independente da má-fé e falta de compromisso com a verdade de alguns procuradores; atento adesempenho do poder judiciário; às verdades assim juradas das testemunhas de acusação e defesa; à imprensa no seu dever de informar, com a consciência de cada um no falar e escrever…

Uma palavra especial e carinhosa aos meus advogados. O conhecimento jurídico somado a dedicação exemplar. 

O importante a revelar: 2 processos a responder aqui. Manus e Lavat. 27 testemunhas só de acusação pontualmente indicadas pelo MP. Horas e horas de audiência. Sempre respeitosas, naquele Fórum. Saindo da prisão ou, depois, de casa. Mas sempre o mesmo caminho… E sempre a proteção e bênçãos de São Miguel Arcanjo e minha protetora Nossa Senhora.

Expectativa? Sim! Ansiedade? Sim! Fé? Inquebrantável! Eis que testemunhas de acusação falaram, sob juramento à verdade. Alguns: Marcelo Odebrecht, Cláudio Melo Filho (Diretor Institucional da Odebrecht), Joesley Batista e Ricardo Saud (JBS), Fábio Cleto (ex-vice-presidente da CEF), todos colaboradores da Justiça. Mais: presidentes TCU e TCE, Executivos da Arena das Dunas (OAS), Presidente do ABC e América, líderes políticos municipais, entre tantas outras autoridades públicas e privadas intimadas.

Com muita emoção, feridas da dor cicatrizadas, injustiças esquecidas, posso afirmar publicamente: as 27 testemunhas de acusação me inocentaram de qualquer prática delituosa! Repito: as 27 testemunhas das absurdas acusações me inocentaram!!!

Um exemplo apenas me permitam, que seria trágico se não fosse cômico: “que eu teria recebido propina do ABC e do América do contrato de patrocínio em que ajudei aos clubes do RN”!!! Registro resposta do presidente do ABC: “O deputado Henrique só tem uma culpa grave…!” Silêncio na audiência… Ele esclarece: “ele é americano!!”

Enfim, minha mulher, filhos, amigos: o sentir a Justiça de Deus. Que me faz hoje um vencedor!

E a luta continua!

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.