BUSCAR
BUSCAR
Crítica
Governo quer tirar dinheiro das universidades públicas, afirma Jean Paul
Segundo o petista, o “Future-se” planeja a instituição de um fundo de R$ 102,6 bilhões, que será administrado por uma instituição financeira ainda não definida
Redação
22/07/2019 | 10:34

O senador Jean Paul Prates criticou, neste domingo, 21, o novo programa do Ministério da Educação (MEC), proposto pelo Governo Federal, “Future-se”. O senador afirmou que o projeto “serve ao governo para tirar dinheiro das universidades públicas”.

Jean Paul avaliou que a iniciativa é um caminho para tirar recursos do orçamento para o ensino superior público. “O projeto sequer foi discutido com reitores e a comunidade universitária. Mas o que veio a público até agora torna tudo muito nebuloso e pouco transparente”, declarou em suas redes sociais.

Segundo o petista, o “Future-se” planeja a instituição de um fundo de R$ 102,6 bilhões, que será administrado por uma instituição financeira ainda não definida. O fundo surgirá a partir da venda de imóveis ociosos que fazem parte do patrimônio da União.

“O dinheiro seria distribuído como ‘uma espécie de recompensa’ para as universidades públicas que melhor avançarem em temas como empreendedorismo, gestão, pesquisa e internacionalização. Tudo muito vago e pouco objetivo até agora”, apontou.

Jean Paul questionou o posicionamento do governo do presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o senador, o ministro da Educação alegou que o governo não tem dinheiro e vive uma crise porque os recursos previstos não existem., o que foi a justificativa para os cortes e contingenciamentos nos institutos federais. “Este é um governo que se mobiliza contra a ciência, a educação e a cultura”, concluiu.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.