BUSCAR
BUSCAR
Articulação

Garibaldi trabalha para tentar minar liderança de Renan Calheiros no Senado

Além do potiguar, outros adversários do senador iniciaram movimento para destituí-lo do cargo de líder da bancada na Casa após criticas ao presidente Temer
Agência Estado
08/04/2017 | 08:08

A ala adversária ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL) vai dar início a um movimento para enfraquecer o peemedebista e tentar destituí-lo do cargo de líder da bancada no Senado. A articulação conta com o apoio velado do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e de senadores próximos a ele, como Raimundo Lira (PB) e Garibaldi Alves (RN).

Os parlamentares que estão descontentes com Renan lembram que basta a assinatura de 12 dos 22 senadores para determinar o afastamento do peemedebista. Afirmam que um líder de bancada não tem mandato fixo e que essa figura pode ser substituída a qualquer momento, especialmente se não representar mais o posicionamento da maioria dos liderados.

Garibaldi trabalha para tentar minar liderança de renan calheiros no senado

A relação entre o senador alagoano e parte da bancada começou a estremecer com as críticas que ele tem feito ao presidente Michel Temer e teve seu ápice com a decisão de Renan de retirar a indicação da senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) à presidência da Comissão Mista de Orçamento (CMO).

A peemedebista confrontou Renan mais de uma vez esta semana para que ele não usasse a visibilidade que tem como de líder do PMDB para defender posições pessoais. A crítica é que o peemedebista está se posicionando contra a reforma da Previdência e outros temas que interessam ao governo para garantir a sua reeleição – e a de seu herdeiro político, o governador Renan Filho (PMDB)– em Alagoas.

A ala adversária ao alagoano vai tentar ensaiar um primeiro movimento contra o peemedebista já na próxima semana. A ideia é que, com o aval de Eunício, a CMO faça na terça-feira a eleição do seu presidente e escolha um nome para presidir o colegiado independentemente da indicação do líder do PMDB.

Líder do governo no Congresso, o deputado André Moura (PSC-SE) defende que a comissão não poder ficar paralisada em razão de um “capricho” de Renan. “Convocamos a CMO para terça-feira às 14h30. Vamos esperar o senador Renan indicar os membros, mas se ele não o fizer, vamos sentar para ver o que vamos fazer. O que não posso ficar é sem a CMO sem funcionar”, afirmou.

Na avaliação do grupo que articula a saída de Renan, hoje os nomes que apoiam a permanência dele no cargo são minoria e se restringiriam aos senadores Roberto Requião (PR), Kátia Abreu (TO), Eduardo Braga (AM), Marta Suplicy (SP), Edson Lobão (MA) e Hélio José (DF).

Aliados de Renan, porém, defendem que ele continua forte na bancada. Já no Palácio do Planalto, a ordem é não partir para o enfrentamento direto. Senadores ligados a Temer, porém, afirmam que esse cenário poderá ser revisto se Renan continuar criticando o presidente e, principalmente, conseguir atrapalhar alguma votação importante para o governo.

Carlos Eduardo é ‘ingrato’ e ‘implorou’ por apoio de Paulinho, dizem vereadores
Parlamentares destacam que ex-prefeito, que busca seu quinto mandato, não recusará compor “acordão” em eventual segundo turno
29/05/2024 às 07:53
Em derrota do governo, Congresso derruba veto de Lula e acaba com saidinhas para visitas a familiares
Com a derrubada do veto, legislação volta à redação original aprovada pelo Congresso, que acaba com a saída temporária de presos do regime semiaberto
28/05/2024 às 20:14
Congresso mantém veto de Bolsonaro que impede punição por disseminação de fake news
Trecho vetado previa tipificação de crime de atos de disseminação de notícias falsas, com pena de até cinco anos de reclusão
28/05/2024 às 17:49
Presidente da ALRN vai apresentar ações de abastecimento para comunidades de Touros
Ezequiel Ferreira intermediou uma audiência institucional entre o presidente da Caern e o prefeito Pedro Filho
28/05/2024 às 11:33
Governo encaminha LDO 2025 à Assembleia Legislativa com destaque para a participação popular
A mensagem enfatiza o RN Participativo como mecanismo de gestão democrática, construído a partir da escuta ativa da sociedade
28/05/2024 às 09:48
Ministro cobra prefeitos e diz que governo precisa de mais dados para reconstruir RS
O discurso foi proferido no plenário do Senado, em sessão de debates temáticos sobre a tragédia das enchentes no estado gaúcho
28/05/2024 às 07:47
Carlos Eduardo ataca PT e critica “acordão” de adversários em disputa pela Prefeitura
Em evento com apoiadores, ex-prefeito detonou projetos de Natália Bonavides e Paulinho Freire para a Prefeitura do Natal
28/05/2024 às 07:31
Irmão de Dino assume órgão do MPF e diz que escola cívico-militar precisa ser “rigorosamente esquadrinhada”
Nicolao Dino afirma que educação para democracia implica “formação de pessoas livres" e que vai atuar para garantir funcionamento de comissão sobre mortos na ditadura
27/05/2024 às 20:05
Moraes autoriza PF a ouvir delegado investigado por morte de Marielle
Polícia Federal terá prazo de cinco dias para realizar oitiva
27/05/2024 às 18:43
Assembleia Legislativa do RN concede título de cidadão norte-rio-grandense a juízas e advogado
Maior honraria do legislativo potiguar foi entregue às juízas do Trabalho Simone Medeiros Jalil e Rachel Vilar de Oliveira Villarim, além do advogado André Rogério Gomes de Arruda
27/05/2024 às 15:01
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.