BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Editorial: A vertigem da Democracia
Redação
21/01/2020 | 00:10

A sensação de “desfalecimento”, “desmaio” ou “fraqueza” conferida pelo dicionário à palavra “vertigem”, que a jovem cineasta Petra Costa usou em seu documentário para descrever a “perplexa” democracia brasileira com o impeachment da presidente Dilma Roussef, acaba de passar por um teste inesperado.

Tão inesperado quanto o Oscar que ela pode ganhar se os membros da Academia, horrorizados com as demonstrações públicas do presidente Bolsonaro em seus desatinos diários, assim decidirem no próximo dia 9 de fevereiro.

Vamos ao fato vertiginoso, se é que podemos chamá-lo assim.

O Instituto Nacional de Advocacia (Inad) acaba de protocolar junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) uma representação que pede punição disciplinar, e até a aposentadoria compulsória, ao juiz Jerônimo Azambuja Franco Neto, da 18.ª Vara do Trabalho de São Paulo, que resumiu numa sentença o atual momento brasileiro como (sic) ‘merdocracia neoliberal neofascista’.

O que tem a ver o documentário da mineira Petra Costa com o desabafo ideológico de esquerda de um magistrado?

Tudo, inclusive que o documentário dirigido e estrelado por ela, em diferentes idades da vida, pode estar certo na essência, mas profundamente equivocado na forma, se considerarmos a imensa parcialidade e ausência de jornalismo mais completo, digamos assim.

Todos têm diferenças nesta vida, exceto quando o trabalho começa. É quando nos despimos de nossas ideais particulares sobre o mundo e nos alinhamos a focos mais amplos na intenção de nos aproximar o máximo possível de uma visão mais verdadeira.

Foi o que Petra Costa não fez ao retratar com o velho maniqueísmo de sempre um lado que ela gosta e adota, a despeito de algumas “verdades” que diz.

Sim, talvez a democracia brasileira atravesse um momento turvo e embaralho de vertigem, mas não apenas pelos indícios ou fatos parcialmente colecionados e mostrados por Petra Costa.

Nesse particular, a estrambótica sentença de um juiz do trabalho, revoltado com o lhe parecem disparates de uma ‘merdocracia’ neoliberal’ endossa o documentário de Petra pelo menos em uma coisa: que a democracia brasileira está, sim, em vertigem, mais do que ela pensa.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.