BUSCAR
BUSCAR
Sem culpa
Carlos Eduardo diz que não aumentou passagens, apenas seguiu conselho
Nos dois últimos mandatos de Carlos Eduardo Alves na Prefeitura do Natal, entre 2013 e abril deste ano, a tarifa do transporte público subiu cinco vezes
Redação
19/10/2018 | 13:55

O ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves, candidato do PDT ao Governo do Rio Grande do Norte, afirmou nesta quinta-feira, 18, durante debate na TV Band Natal, que não foi ele o responsável pelos aumentos na tarifa do transporte público da capital nos últimos anos.

O pedetista, que ficou no cargo entre 2003 e 2018 (exceto o período entre 2009 e 2012, durante a gestão de Micarla de Sousa), disse que apenas seguiu deliberação do Conselho Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana – este sim, segundo ele, responsável por decidir sobre eventuais reajustes.

Leia mais sobre o debate

Fátima Bezerra e Carlos Eduardo se acusam e discutem propostas em debate na TV

Carlos Eduardo a Fátima: “Está numa soberba, numa empáfia; deveria ter mais humildade”

“Você é um menino mimado, não sabe o que é seca”, diz Fátima a Carlos Eduardo

Nos dois últimos mandatos de Carlos Eduardo na Prefeitura do Natal, entre 2013 e abril deste ano, a tarifa do transporte subiu 5 vezes. Um mês após a renúncia dele, o prefeito que assumiu, Álvaro Dias (MDB), promoveu novo reajuste, para R$ 3,65. Cinco anos atrás, o transporte custava R$ 2,20.

Os reajustes na tarifa do transporte público municipal são, de fato, discutidos no Conselho Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, mas cabe ao prefeito autorizar ou não os aumentos, por meio de decreto. O conselho, de caráter consultivo, apresenta uma sugestão ao chefe do Executivo, que pode acatar ou não. Normalmente, contudo, o prefeito atende à decisão do colegiado, que é formado por representantes da Prefeitura, dos operadores do transporte, estudantes e demais entidades e instituições.

“Quem dá a nova tarifa não é o prefeito. Todo mês de maio tem a data-base dos motoristas e cobradores. O conselho discute exaustivamente. Isso ocorre não apenas em Natal”, apontou Carlos Eduardo.

No debate da Band Natal, Fátima acusou o adversário de “terceirizar” responsabilidades. “A passagem em Natal é cara porque você passou doze anos como prefeito e não fez licitação. Você nunca andou de ônibus, por isso não sabe quanto pesa no bolso do trabalhador. Isso é falta de gestão e compromisso”, destacou a petista.

O ex-prefeito respondeu a crítica afirmando que a concorrente estaria sendo “demagoga”. “A senhora também não anda de ônibus. Anda de carro importado, com motorista. Vamos deixar de demagogia de véspera de eleição. Sempre respeitei a decisão do conselho”, assinalou.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.