BUSCAR
BUSCAR
Projeto
Câmara votará cessão de terreno para construção do Hospital da Mulher
Reunião alinhou discursos e ações para que Projeto de Lei, que trata da cessão do terreno, no Conjunto Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, seja aprovado até o dia 8 de março
Redação
02/03/2018 | 10:13
Para continuar diálogo sobre a construção do Hospital da Mulher, na Zona Norte da capital potiguar, vereadores da Câmara Municipal de Natal receberam representantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) para avaliar processo de cessão do terreno para a concretização do projeto, além de dar celeridade aos trâmites burocráticos.
Reunião alinhou discursos e ações para que Projeto de Lei que trata da cessão do espaço seja apreciado e aprovado até o dia 8 de março. Trata-se de um terreno de 16.500m² localizado no Conjunto Santa Catarina, próximo ao Hospital Santa Catarina. Para a obra já existem R$ 40 milhões assegurados, via emendas parlamentares para construção do equipamento.
“Instalação do Hospital da Mulher vai gerar imensos benefícios para a população. Hoje os vereadores puderam conhecer melhor a proposta e seu impacto social. Diante de tudo que foi exposto, esperamos aproveitar o mês de março, que é o mês da mulher, para aprovarmos o projeto e dar uma boa notícia para as mulheres natalenses”, declarou o presidente da Casa, vereador Raniere Barbosa (PDT).
De acordo com a reitora da UFRN, Ângela Paiva Cruz, a universidade sempre teve a intenção de estabelecer uma estrutura física na Zona Norte.
“A academia não pode ser elitista nem servir à elite. Tem que trabalhar para a sociedade como um todo. Precisa estar em áreas que apresentam vulnerabilidade social. Portanto, estamos dando um grande passo para o futuro oferecendo às mulheres deste município mais acesso à saúde e qualidade de vida”, comemorou a professora.
Em seguida, Kleber Morais, presidente da EBSERH, parabenizou os parlamentares por terem abraçado a proposta de construção do Hospital da Mulher. “Será muito mais que uma maternidade. Estamos formatando um centro de serviços especializados no atendimento à mulher com capacidade para 250 leitos nas áreas da UTI Neonatal, UTI Materna, cirurgias ginecológicas e obstetrícia de alto risco”, pontuou.

Já a vereadora Nina Souza (PEN), líder da bancada governista, explicou como será o trâmite da matéria no parlamento.

“O texto será enviado pela prefeitura nos próximos dias para a Casa com pedido de urgência. Chegando aqui, o presidente encaminha para a Comissão de Justiça, que verificará cuidadosamente a redação da matéria, depois segue para votação no plenário”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.