BUSCAR
BUSCAR
Apreensão
Polícia Federal prende dois e apreende cigarros contrabandeados no RN
Ação ocorreu por volta das 2h40 quando a PF realizava um patrulhamento de rotina, na BR 304 e fez a abordagem dos caminhões próximo ao trevo de Paraú
Redação
17/09/2019 | 11:09

A Polícia Federal em Mossoró, com apoio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça (SEOPI), prendeu na madrugada de hoje (17/9) nas proximidades de Assu/RN, a 210 km de Natal, dois motoristas alagoanos, respectivamente de 33 e 35 anos, acusados de contrabando. Com eles, foram apreendidas duas carretas carregadas de cigarros importados que estão sendo contabilizados.

A ação ocorreu por volta das 2h40 quando a PF realizava um patrulhamento de rotina, na BR 304 e fez a abordagem dos caminhões próximo ao trevo de Paraú. 

A princípio os motoristas disseram trafegar sem carga alguma, mas como estavam nervosos os policiais desconfiaram e fizeram a vistoria na carroceria, logo encontrando as caixas de cigarros.

Os acusados receberam voz de prisão e foram conduzidos para autuação em flagrante na sede da Delegacia da PF em Mossoró.

Durante o interrogatório, eles confessaram que sabiam que estavam transportando mercadoria de procedência ilícita, cujas carretas lhes foram entregues por “pessoas desconhecidas” em um posto de combustível na cidade de Assu e com a orientação para que seguissem até Patos/PB, onde novas ordens seriam repassadas sobre o destino da carga.

Pelo serviço ilegal, os suspeitos receberiam cerca de R$ 1,5 mil cada e mais despesas de alimentação.

Eles foram indiciados no art. 334 do Código Penal Brasileiro, cuja pena em caso de condenação é de 2 a 5 anos de reclusão.

Os acusados após exames de corpo de delito no ITEP foram encaminhados para a Cadeia Pública de Mossoró, à disposição da Justiça

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.