BUSCAR
BUSCAR
Neutralizados
Polícia do RN impõe segurança e mata assassino do PM Darlan em Caiçara do Norte
Gleybinho também estaria envolvido, juntamente a 'Chilô', na morte do cabo Carlos Alberto Araújo, ocorrida no dia 7 de janeiro deste ano, nas Rocas
Redação
25/03/2018 | 12:11

A segurança do Rio Grande do Norte tem reagido contra a criminalidade, e são cada vez maiores os números de bandidos neutralizados pela polícia. Nas primeiras horas deste domingo, 25, quatro foram mortos em Caiçara do Norte, incluindo o suspeito de ter assassinado o policial militar Darlan Santana Carvalho, morto em janeiro deste ano.

O Grupo Tático Operacional (GTO) de João Câmara foi acionado pelo comandante do destacamento de Caiçara do Norte para dar apoio naquela região; segundo a polícia, vários indivíduos suspeitos estavam escondidos dentro de um rancho na cidade de São Bento do Norte.

Ao chegarem ao local, os agentes da polícia do RN foram recebidos a tiros e reagiram. Na troca de tiros, os quatro bandidos foram atingidos e socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. Até então, eles não haviam sido identificados. No hospital, foi descoberto que se tratavam de Felipe Augusto Araújo, conhecido como “Chilô”; Leonardo, conhecido como “Fogueteiro” e Gleybinho, conhecido como “Boladão” – o quarto bandido não havia sido identificado.

Ainda de acordo com a polícia, a suspeita é que Gleybinho tenha sido o assassino do PM Darlan Santana Carvalho, executado dentro de uma farmácia em Natal, no dia 29 de janeiro deste ano. Gleybinho também estaria envolvido, juntamente a “Chilô”, na morte do cabo Carlos Alberto Araújo, ocorrida no dia 7 de janeiro deste ano, nas Rocas.

Durante a revista da polícia potiguar, foram encontrados dois revólveres .38 com munição, drogas, dois rádios comunicadores e um simulacro.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]gorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.