BUSCAR
BUSCAR
Operação Sapatinho
PF quadrilha que utilizava reféns para roubar agências dos Correios no RN
Um dos mandados de prisão será cumprido contra um acusado que já se encontra cumprindo pena em um presídio da Grande da Natal
Redação
15/03/2018 | 10:25

A Polícia Federal deflagrou na manhã  desta quinta-feira, 15, a Operação Sapatinho na cidade de Currais Novos, com o objetivo de desarticular uma associação criminosa responsável por subtrair aproximadamente R$ 107 mil da Agência dos Correios de Assu em 2017.

Quinze policiais federais estão cumprindo 3 mandados de busca e apreensão e 3 mandados de prisão preventiva expedidos pela 11ª Vara Federal de Assu. Um dos mandados de prisão será cumprido contra um acusado que já se encontra cumprindo pena em um presídio da Grande da Natal.

Na ação, três indivíduos abordaram a gerente e o tesoureiro da agência postal nas suas residências, em seguida, levaram os dois funcionários para os Correios e utilizaram parentes das vítimas como reféns.

Nesta quarta-feira, 14, um integrante do grupo criminoso foi preso no município da Caucaia, no Ceará. Com ele, a PF encontrou diversos bens possivelmente adquiridos com o dinheiro do roubo.

Na deflagração desta operação, a Polícia Federal contou com o apoio da Polícia Militar do RN, tanto no compartilhamento de dados úteis à investigação.

A PF nomeou a operação como “ Operação Sapatinho”, porque “sapatinho” é em jargão policial, quando funcionários das agências bancárias e parentes são feitos reféns, geralmente no dia anterior. Enquanto parte do bando sai com os familiares para um cativeiro, a outra vai com o funcionário ao banco para buscar o dinheiro.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.