BUSCAR
BUSCAR
Integração
Megaoperação nacional para capturar foragidos cumpre ao menos 26 mandados no RN
Múmero de mandados expedidos para o Rio Grande do Norte não foi divulgado, mas, de acordo com a Polícia Civil, a ação acontece em todo o território potiguar
Redação
24/04/2019 | 10:14

Uma megaoperação integrada entre o Distrito Federal e os 26 estados brasileiros, incluindo o Rio Grande do Norte, foi deflagrada, na manhã desta quarta-feira, 24, com o intuito de combater crimes graves, como roubos, homicídios e estupros.

A Operação #PC27, desencadeada em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal nesta quarta-feira, 24, mobiliza 120 agentes no Rio Grande do Norte, de acordo com a Polícia Civil. Segundo a última atualização, divulgada às 15h, a operação cumpriu 26 mandados – entre prisões e apreensões. A Polícia Civil do RN informou que tenta cumprir todos os mandados em aberto, não apenas os emitidos nesta quarta-feira.

De acordo com o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o RN tem 6.870 mandados em aberto, mas o número considera todos os tipos de mandados, não somente prisões e apreensões.

Em todo o País, de acordo com o Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC), foram cumpridos 610 mandados na manhã desta quarta-feira. São 7,3 mil policiais envolvidos e mais de 2,4 mil viaturas utilizadas. Os mandados de prisão foram expedidos após o trabalho de investigação. Segundo o CONPC, a Polícia Civil de cada estado realizou um levantamento de inteligência para ter mais sucesso nas ações.

Denominada #PC27, a operação é coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil. O nome é uma referência à padronização de todas as polícias civis das 27 unidades federativas do país.

Atualizado às 15h00 para adição de novas informações

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.