BUSCAR
BUSCAR
Ranking da Violência
Homicídio e intervenção policial lideram os tipos de morte violenta no RN
Das 1.206 mortes causadas nos últimos 10 meses no estado, 851 foram por homicídio culposo e 150 delas por intervenção policial
Anderson Barbosa/Agora RN
04/11/2019 | 10:35

Os casos de homicídio doloso (quando há a intenção de matar) e de intervenção policial são os tipos de morte violenta mais comuns nestes 10 primeiros meses do ano no Rio Grande do Norte. Das 1.206 mortes causadas de janeiro a outubro, 851 foram por homicídio doloso e 150 por “Ação Típica de Estado”, que é quando uma pessoa é morta por algum agente de segurança pública em pleno exercício da função.

Os dados são do Observatório da Violência (Obvio) – entidade não governamental que monitora, contabiliza e analisa as mortes violentas intencionais no estado.

De janeiro a outubro deste ano, o Rio Grande do Norte soma um total de 1.206 mortes violentas intencionais. O número é 29,3% menor que o registrado no mesmo período do ano passado.

Além dos casos de homicídio e intervenção policial, também chamam a atenção os casos de lesão corporal seguida de morte, com 140 casos; latrocínio (roubo seguido de morte), que registrou 47 ocorrências; e de feminicídio, com 18 mulheres mortas em razão da condição de gênero.

TIPOS DE OCORRÊNCIA DE MORTE

  • Homicídio Doloso: 851
  • Intervenção Policial: 150
  • Lesão Corporal Seguida de Morte: 140
  • Latrocínio: 47
  • Feminicídio: 18

O Obvio também atualizou a relação dos 20 municípios considerados mais violentos do RN (confira AQUI a lista completa).

SAIBA MAIS

Os dados divulgados pelo Obvio compõem um trabalho realizado em parceria com a Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed), por meio da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine).

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.