BUSCAR
BUSCAR
Detenção
Acusado de matar empresário paraibano é preso na Grande Natal
José Carlos da Silva Nascimento, conhecido como “Cacau”, de 24 anos, foi detido em cumprimento a um mandado de prisão temporária, na cidade de São José de Mipibu
Redação
23/10/2019 | 10:38

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em ação conjunta à Delegacia de Homicídios de Patos, da Polícia Civil da Paraíba, prenderam o suspeito pelo homicídio do empresário Edigar Pascoal Nunes, morto em agosto deste ano, na cidade de Patos. José Carlos da Silva Nascimento, conhecido como “Cacau”, de 24 anos, foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária, na manhã desta quarta-feira, 23, quando estava na cidade de São José de Mipibu.

Investigações da Polícia Civil paraibana revelaram que o crime foi planejado e executado pela companheira da vítima e por “Cacau”, os quais mantinham um relacionamento amoroso. Na noite do dia 20 de agosto, a companheira da vítima deu remédio para que o empresário dormisse e, logo após, “Cacau” entrou na residência e executou covardemente o empresário, efetuando vários disparos de revólver calibre 38.

A Polícia Civil descobriu que, após a prisão da mulher, “Cacau” fugiu para a cidade de São José de Mipibu, com o intuito de ficar escondido na casa de familiares. Investigações realizadas pelos policiais civis da DEICOR e da Delegacia de Homicídios de Patos resultaram na localização do foragido e na efetivação da prisão. Durante interrogatório realizado na DEICOR, o suspeito confirmou a sua participação no homicídio e deu detalhes de como agiu durante a execução do empresário.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181, Disque Deicor, pelo telefone: (84) 3232-2862 ou aplicativo WhatsApp, no número: (84) 98135-6796

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.