BUSCAR
BUSCAR
Violência
Sobe para 39 o número de mortos durante protestos na Venezuela
Agentes das forças de segurança da Venezuela dispersaram com bombas de gás lacrimogêneo uma manifestação com milhares de opositores nesta quarta-feira, 11
Agência Estado
11/05/2017 | 14:25

O Ministério Público da Venezuela confirmou nesta quarta-feira, 10, a morte do jovem Miguel Castillo, de 27 anos, no setor de Las Mercedes, no leste de Caracas, o que eleva para 39 o número de mortos na onda de protestos dos últimos 40 dias no país.

Agentes das forças de segurança de Venezuela dispersaram hoje com bombas de gás lacrimogêneo uma manifestação com milhares de opositores que estavam na principal autoestrada de Caracas, que pretendia chegar até a sede do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), no centro da capital.

A agência EFE constatou que, enquanto os efetivos da Guarda Nacional Bolivariana (GNB) lançavam as bombas de gás e jatos de água para dispersar o protesto, um grupo de manifestantes respondia com pedras e “bombas” de fezes, conhecidos como “coquetéis puputov”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.