BUSCAR
BUSCAR
Eleições nos EUA
Professor que adivinha resultado das eleições desde 1984 diz que Trump perde
Professor usa o modelo de “13 chaves”, que funciona com perguntas que podem ser respondidas como verdadeiras ou falsas e se referem principalmente ao presidente que está no poder
CNN Brasil
09/08/2020 | 17:53

O professor de história Allan Lichtman está acostumado a ter razão. Ele previu corretamente o vencedor de cada corrida presidencial desde a vitória de Ronald Reagan na reeleição em 1984 usando um sistema que chama de “13 chaves”.

Vale a pena mencionar que, em 2000, Lichtman previu que Al Gore venceria a eleição. Embora o democrata tenha ganhado o voto popular, ele acabou perdendo a presidência para o republicano George W. Bush depois que a Suprema Corte decidiu interromper a recontagem para os votos eleitorais da Flórida. Lichtman mantém a validade de sua previsão.

Agora, o professor e suas “13 chaves” estão prontos para olhar para 2020. Em entrevista à CNN, Lichtman foi taxativo em sua resposta: “As chaves mostram que Donald Trump perderá a Casa Branca este ano.”

O modelo de “13 chaves” funciona com perguntas que podem ser respondidas como verdadeiras ou falsas e se referem principalmente ao presidente que está no poder.

As chaves ou perguntas incluem fatores como economia, agitação social, escândalos, se é uma reeleição ou eleição, além do carisma pessoal dos candidatos. Verdadeiros ou falsos geram pontos que mostram a probabilidade de vitória (ou derrota) no voto popular.

“O segredo é manter os olhos no quadro geral da força e do desempenho do titular da presidência. E não dar atenção às pesquisas, aos analistas, aos altos e baixos do dia-a-dia da campanha. E é isso que as chaves medem: o quadro geral”, explicou Lichtman.

Depois de 2016, os norte-americanos ficaram (compreensivelmente) cautelosos com os modelos de previsão presidencial. Mas “descartar as descobertas de Lichtman seria como enfiar a cabeça na areia”, disse Chris Cillizza, editor-geral da CNN, em sua análise semanal.

Quando questionado se o modelo leva em conta algo tão cataclísmico como a pandemia de Covid-19, Lichtman se mostrou confiante.

“Olhe, retrospectivamente e prospectivamente, as chaves remontam a 1860. São o que chamamos de sistema robusto. Não brinco com elas. Elas atravessaram tempos de enormes mudanças em nossa política, em nossa economia, em nossa democracia. Não desperdice o valor das chaves”, explicou.

Embora Lichtman esteja prevendo eleições desde 1982, ele explicou que ainda sofre a mesma pressão a cada quatro anos. “Tenho 73 anos. Mas todas as vezes, sem falta, sinto um frio na barriga.”

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.