BUSCAR
BUSCAR
Alternativa
Prisão alemã alimenta detentos com sanduíches da McDonald’s
Contrato com fornecedor de alimentos não foi renovado, por isso os presos são alimentados com sanduíches. São aceitos pedidos de até 4 euros
Por Redação
07/03/2017 | 17:06

Para alimentar seus detentos, a polícia da cidade alemã de Bergisch Gladbach, no oeste do país, tem feito encomendas à rede de fast-food McDonald’s, depois que um contrato de fornecimento de alimentos não foi renovado no início de março.

Como noticia o tabloide Express, de Colônia, os detentos da instalação, prevista para prisões de curto prazo, podem escolher entre um hambúrguer, um heeseburger ou um hambúrguer vegetariano para o almoço e uma McToast com queijo, presunto e bacon para o café da manhã.

Os prisioneiros fazem seus pedidos, que não podem passar de 4 euros, e um guarda apanha as encomendas numa filial da rede McDonald’s localizada a 160 metros de distância.

A empresa responsável pelo fornecimento da alimentação para os detentos cancelou o contrato, logo depois que seu principal cliente na cidade, um hospital local, encerrou seus negócios com a firma. Assim, foi preciso conseguir rapidamente um substituto.

“A localização e o atendimento 24 horas fez com que decidíssemos pelo McDonald’s”, declarou o porta-voz da polícia Richard Barz ao jornal local Bergische Landeszeitung.

Em 2016, a polícia de Bergisch Gladbach distribuiu aproximadamente 300 refeições aos detentos, relatou o diário. Ao todo, 642 pessoas passaram pela prisão da cidade.

O secretário do Interior da Renânia do Norte-Vestfália, Ralf Jäger, disse ao Express que se trata somente de uma “solução emergencial”, já que o McDonald’s não preencheria os requisitos necessários para o fornecimento da alimentação de detentos.

 

 

Fonte: Terra

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.