BUSCAR
BUSCAR
Estratégia
Por apoio militar, Nicolás Maduro amplia promessas a oficiais venezuelanos
Analistas acreditam que cúpula das Forças Armadas aguardam momento de tomar novos passos sobre a crise venezuelana
Agência Estado
12/02/2019 | 13:29

Sob pressão da comunidade internacional e da oposição, que tentam fazer as Forças Armadas romperem com o chavismo, o presidente Nicolás Maduro recorre a demonstrações de força e promessas de mais recursos para os militares para assegurar o apoio dos generais na Venezuela. Com poucas deserções até agora, analistas avaliam que a maioria dos militares está em compasso de espera.

“Com o histórico de repressão do regime, eles têm de esperar pelo momento oportuno”, disse ao Estado Brian Fonseca, especialista da Universidade Internacional da Flórida. “Se eles se anteciparem, correm o risco de serem presos por traição. Se esperarem demais, podem continuar vinculados a um regime que provavelmente terá caído.”

No domingo, Maduro assistiu a exercícios militares no Estado de Miranda e prometeu “fazer o que for necessário” para dar aos militares equipamento bélico de última geração, especialmente sistemas de defesa antiaérea. “Faremos nossa pátria inexpugnável pelo ar”, disse. “Por terra, eles não se meterão com os soldados de Bolívar.” Maduro ainda gritou palavras de ordem contra o presidente americano, Donald Trump, que prepara, segundo ele, uma “intervenção militar” no país.

A oposição, liderada por Juan Guaidó, que se proclamou presidente da Venezuela no mês passado, aposta na anistia a militares e na entrega de ajuda humanitária na fronteira para provocar cisões nas Forças Armadas. Até agora, apenas um general, um coronel e um adido militar romperam com Maduro. A Venezuela tem mais de 2 mil generais.

“Ainda é muito pouco para provocar uma mudança profunda. A cúpula militar é muito ampla e dois coronéis e um general não lideram destacamentos suficientes para fazer a diferença”, acrescentou Fonseca. “A oposição precisaria do apoio de destacamentos inteiros para fazer alguma frente a Maduro.”

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.